Início Softwares Windows 11: o que muda no sistema

Windows 11: o que muda no sistema

A Microsoft anunciou o Windows 11 oficialmente nesta quinta (24). Confira nesta matéria quais recursos passarão por mudanças ou serão removidos do sistema

Sempre que um Windows novo é lançado, a Microsoft realiza diversas alterações em relação às ferramentas e recursos que acompanham o sistema. Já o Windows 11, anunciado hoje (24), também deverá passar por grandes mudanças, que vão além de um visual novo.

Já conforme aponta o site XDA-Developers, muitos apps que surgiram no Windows 8 e 10 não devem estar disponíveis no Windows 11, ao menos não pré-instalados. Abaixo, confira a lista do que não deve ser encontrado no próximo sistema da Microsoft ou do que passará por mudanças.

O que muda no Windows 11

Cortana

A Assistente Virtual da Microsoft marcou bastante presença no Windows 10, inclusive, conversando com o usuário enquanto o sistema era instalado. Apesar disso, os usuários nunca aderiram muito à assistente e ela estará de fora do Windows 11.

Cortana

No Brasil, vale lembrar, a assistente chegava até mesmo a ser muito limitada por não ter um suporte apropriado ao nosso idioma.

Papéis de parede entre máquinas diferentes

No Windows 10, ao fazer o login em uma máquina com uma conta da Microsoft, os usuários podiam usar os mesmos papéis de parede. Agora, ao que tudo indica, o Windows 11 não carregará as imagens da área de trabalho entre dispositivos diferentes.

Dessa forma, caso queira utilizar uma imagem igual em computadores diferentes, a mesma precisará ser configurada manualmente.

Internet Explorer deixa o sistema de vez

Quando o Windows 8 foi lançado, o Edge já era considerado o navegador padrão do sistema. Já no Windows 10, a Microsoft resolveu lançar uma nova versão deste browser com o motor do Chrome, que fez mais sucesso.

Internet Explorer no Windows 10

Assim, o Internet Explorer não deve vir instalado no Windows 11, apesar do mesmo ainda poder ser “ativado” dentro do Edge para abrir alguns sites que não funcionam em outros navegadores.

Math Input Panel

Um recurso quase desconhecido por muitos usuários é o “Math Input Panel”, que permite aos usuários “escreverem” números e fórmulas no sistema. Devido ao pouco uso, o aplicativo não estará no Windows 11, mas apps que dependem do mesmo, como o OneNote, devem continuar a oferecer o recurso.

Math Input Panel

Notícias e interesses

Em uma de suas últimas atualizações para o Windows 10, a Microsoft implementou as “Notícias e interesses” na barra de tarefas do sistema para os usuários terem um tipo de feed de notícias personalizado e informações do tempo.

Barra de interesses e notícias do Windows 10

No Windows 11, a Microsoft mudou um pouco este recurso. No novo sistema, os usuários ainda terão acesso a este tipo de informação na barra de tarefas, mas fazendo uso dos Widgets.

Status rápido na tela de bloqueio

Ao deixar o Windows 10 na tela de bloqueio, os usuários podiam ter acesso a funções básicas de alguns aplicativos quando configurados. O Windows 11, por sua vez, não terá esta funcionalidade e ainda trará menos opções de configurações por ali.

Configuração do status rápido na tela de bloqueio do Windows 10

S Mode

A Microsoft havia criado o “S Mode” como uma forma de limitar o Windows 10 para que os usuários tivessem mais performance ao instalar apenas aplicativos da Microsoft Store e usar o Edge como navegador padrão.

Já no Windows 11, o modo continua a existir, mas apenas na versão Home do sistema.

Mudanças no menu Iniciar

O menu Iniciar continua presente no Windows 11, mas algumas funções que facilitam a vida dos usuários foram modificadas. As principais alterações serão:

  • Grupos ou pastas de aplicativos não podem mais ser criados devido ao novo design;
  • Ao atualizar do Windows 10 para o 11, os usuários perderão os “aplicativos fixados”;
  • As live tiles deixarão de existir por ali, mas poderão ser acessadas através dos Widgets.

Modo tablet

O Windows 10 conta com um modo tablet para poder ser utilizado de maneira apropriada com telas sensíveis ao toque. O Windows 11 também será compatível com este tipo de tela, mas é completamente otimizado para elas.

Assim, a Microsoft conseguiu remover algumas restrições que o Windows 10 enfrentava para tornar a experiência melhor nestes dispositivos.

Outra mudança ainda neste sentido fica com o teclado virtual, que se comportará de forma diferente em telas sensíveis ao toque com 18 ou mais polegadas.

Mudanças na barra de tarefas

A barra de tarefas é outro item que continua no Windows 11, mas que será bastante modificado, como já foi possível ver em vídeos e imagens. Estas são as principais alterações:

  • Ícone de pessoas não estará mais presente, mas terá o Microsoft Teams;
  • Alguns ícones deixarão de aparecer na “bandeja do sistema”;
  • O alinhamento da barra de tarefas se comportará de forma diferente;
  • Aplicativos não poderão mais modificar a barra de tarefas.

Linha do tempo

A linha do tempo foi um recurso lançado pela Microsoft em 2018 no sistema, que permitia às pessoas deixarem alguns aplicativos “guardados” para serem usados depois.

O recurso, vale lembrar, já foi descontinuado nas últimas versões do Windows 10, mas a Microsoft pretende oferecer um recurso similar no Windows 11.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES