Início Softwares WhatsApp limitará recursos de usuários que não aceitarem novos termos

WhatsApp limitará recursos de usuários que não aceitarem novos termos

Usuários do WhatsApp não poderão acessar sua lista de bate-papo e, após um tempo, deixarão de receber chamadas pelo aplicativo

Ao contrário do que foi falado anteriormente, quem não aceitar a nova política de privacidade do WhatsApp não terá sua conta desativada ou excluída. No entanto, segundo um porta-voz da empresa, esses usuários terão “funcionalidade de conta limitada”.

Em um comunicado enviado ao Android Central, a empresa revelou que continuará a enviar lembretes para que os usuários aceitem a nova política. Caso o aceite não ocorra, as limitações incluem a impossibilidade de acessar a lista de bate-papo – embora atender chamadas de voz e áudio ainda seja permitido.

Além disso, se as notificações estiverem habilitadas, será possível tocar nelas para ler ou responder uma mensagem, ou até mesmo ligar de volta no caso de uma chamada perdida. Mesmo assim, essa situação não deve se estender por muito tempo.

Isso porque, o WhatsApp afirma que, após “algumas semanas de funcionalidade limitada”, não será possível mais receber chamadas e notificações – além do serviço deixar de enviar notificações para o telefone.

“Passamos os últimos meses fornecendo mais informações sobre nossa atualização para usuários em todo o mundo. Nesse período, a maioria das pessoas que a receberam aceitou a atualização e o WhatsApp continua a crescer”, disse o porta-voz.

“No entanto, para aqueles que ainda não tiveram a chance de fazê-lo, suas contas não serão excluídas ou perderão a funcionalidade em 15 de maio. Continuaremos a fornecer lembretes para os usuários nas próximas semanas”, finaliza.

Polêmica do WhatsApp

No fim de janeiro, a empresa de propriedade do Facebook movimentou as redes quando começou a informar sobre as mudanças por meio de uma notificação pop-up. Após uma reação controversa dos usuários, o aplicativo adiou as alterações de 8 de fevereiro para 15 de maio.

Na época, a empresa afirmou que excluiria ou desativaria as contas que não aceitassem os termos e a política de privacidade. Para continuar utilizando a plataforma, os usuários teriam de aceitar as alterações.

As novas mudanças indicam que os usuários terão de compartilhar seus dados com o Facebook, includindo registro de conta, dados de transações, informações do serviço e detalhes de como a interação com contas comerciais ocorre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES