Início Hardware Qualcomm promete lançar chips para notebooks em 2022

Qualcomm promete lançar chips para notebooks em 2022

Cristiano Amon, CEO da Qualcomm, diz que empresa vai lançar um processador para notebooks para bater de frente com o M1 da Apple

No início do ano, a Qualcomm comprou a startup Nuvia – especializada no desenvolvimento de processadores de alto desempenho com 5G – por US$ 1,4 bilhão. No pacote vieram três figurões do silício com passagens pela Apple, AMD, Google e Broadcom.

Agora, já como primeiro “resultado” da aquisição, a Qualcomm revelou que pretende lançar processadores para notebooks em 2022.

Em entrevista à Reuters, o brasileiro Cristiano Amon, recém-nomeado CEO da Qualcomm, disse estar confiante de que sua empresa pode criar chips não só para bater de frente com os atuais M1 da Apple, mas também para se tornar líder de mercado no setor.

Qualcomm promete lançar chips para notebooks em 2022
CEO da Qualcomm quer um processador para notebook para desbancar o M1 da Apple Fonte: Apple

Atualmente, pelo menos em questão de eficiência energética, Intel e AMD não têm processadores tão eficientes quanto a Apple. “Precisamos ter o melhor desempenho para um dispositivo movido a bateria”, disse Amon.

Novidades da Qualcomm para 2022

O que se espera é que, em 2022, a Qualcomm apareça com um novo processador para notebook com desempenho até 50% superior aos atuais chips Intel de 10ª geração ou a família Zen 2, da AMD, e que use apenas um terço da energia para oferecer tal desempenho.

A Qualcomm também vai manter seu relacionamento próximo com a ARM – que está prestes a ser adquirida pela Nvidia por US$ 40 bilhões. Assim, segundo o novo CEO, a empresa continua aberta para usar um design da ARM se por qualquer motivo ele for melhor do que o que os engenheiros da Qualcomm e da Nuvia puderem oferecer.

Cristiano Amon também disse que não vai usar a arquitetura da Nuvia para produzir processadores para servidores ou smartphones tão cedo. Em vez disso, a empresa pretente licenciar os principais projetos da Nuvia para outras empresas que desejarem desenvolver chips personalizados para data centers.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES