Início For Gamers Modders buscam restaurar funcionalidades cortadas de Cyberpunk 2077

Modders buscam restaurar funcionalidades cortadas de Cyberpunk 2077

A comunidade de Cyberpunk 2077 parece bastante empenhada em trazer para os jogadores a experiência original prometida quando o jogo foi anunciado

O primeiro trailer de “Cyberpunk 2077”, exibido pela primeira vez na E3 de 2018, trouxe diversas promessas, com V, protagonista do game, dizendo que a “cidade sempre foi uma promessa”.

Isso, aliado a outras declarações e expectativas criadas a partir de trabalhos anteriores da CD Projekt Red, fez com que um hype gigantesco fosse criado pelo projeto. A promessa da liberdade de “GTA” com o esquema de escolhas visto em “The Witcher” chamou bastante atenção dos futuros jogadores, que ficaram encantados com as possibilidades.

“A CD Projekt Red poderia ter feito os jogadores terem braços robóticos gigantes, olhos que disparam pequenos feixes e mods manuais que poderiam fazer você escalar edifícios como o Homem-Aranha. A quantidade de possibilidades era infinita”, disse o modder Crazy Potato ao VG247. No entanto, como sabemos, não foi bem isso que aconteceu com o projeto. Fazendo com que o jogo decepcionasse muitos consumidores.

Para tentar resolver essa questão, diversos amantes das modificações – e que se decepcionaram com o que foi entregue com o lançamento de “Cyberpunk 2077” – começaram a trabalhar em projetos para restaurar algumas das funcionalidades excluídas da versão final do título.

Em uma das adições, o modder SpookieCL recriou a Samurai Jacket de V, uma jaqueta de couro iluminada por LED que o personagem usava no trailer de revelação do game. A mudança já foi baixada 3.804 vezes.

Roupa V Cyberpunk 2077
Foto: Reprodução

“Gostei do trailer original e eu o vi tantas vezes que muitos detalhes ficaram grudados em mim. A jaqueta do produto final era diferente e não combinava muito com o meu gosto, então optei pelo visual original, pois parecia ideal”, declarou Spookie.

Em outro exemplo, Crazy Potato descobriu um modelo não utilizado e arquivos de textura para um V feminino, como apareceu na primeira exibição da E3 de “Cyberpunk 2077“. Após o trabalho de restauração, o projeto foi baixado 11.991 vezes. “Eu queria pelo menos trazer isso de volta à vida e fazer com que muitos desfrutassem de algo, seja pequeno, que foi retirado por qualquer motivo”, revela.

Roupa feminina V Cyberpunk 2077
Foto: Reprodução

Mas além de itens cosméticos e skins, há alterações mais profundas, como é o caso do modder WT3WD que passou dias ajustando a iluminação de “Cyberpunk 2077”, melhorando os focos de luz e as nuvens. “Muitos afirmam que as cores estão melhores agora. Que não existem mais azul neon, que não cansa mais os olhos e sim, eles até disseram que agradecem por eu ter tirado a cor amarela de alguns lugares”, disse.

Inspiração para a comunidade de Cyberpunk 2077

Conforme as modificações citadas acima surgiam, muitas outras pessoas começaram a mexer com essas questões. Por isso, o NexusMods foi inundado de contribuições da comunidade para melhoria do jogo.

É interessante notar que, pelo menos por enquanto, não há um consenso da comunidade sobre o que está faltando no game final. Alguns modders reclamam da falta de recursos prometidos, como correr pelas paredes e hackear NPCs – ambos mostrados em algum momento do desenvolvimento.

Outros tinham preocupações com a estrutura do jogo, como a incapacidade de cortar o cabelo durante a jogatina e que a iluminação não varia o suficiente entre as regiões.

Iluminação Cyberpunk 2077
Foto: Reprodução

No entanto, segundo o que foi apurado pelo VG247, os modders gostaram do resultado geral do game, e acreditam no potencial do futuro do título. “Tenho certeza de que a CD Projekt Red pode reverter as críticas ao jogo e seu estigma de ser uma ‘bagunça’ ao ouvir seu público”, disse Spookie.

Problemas das demos de Cyberpunk 2077

No passado, talvez o grande problema de “Cyberpunk 2077” tenha sido a apresentação de demos bastante ambiciosas durante as apresentações da empresa na E3. Pode ser que o que foi apresentado fosse apenas os objetivos da CD Projekt com o projeto, e não uma imagem real do game em sua totalidade – o que justificaria a remoção de funcionalidades.

“Acho que muitas pessoas estavam esperando algo diferente do que recebemos no varejo. Eles esperavam que a versão da E3 fosse real e mentiram para eles. Mas, na realidade, ele estava lá apenas para gerar entusiasmo. Eu poderia dizer que houve algum potencial desperdiçado, mas com um jogo desse tamanho, algo definitivamente fará falta”, disse Joell560, que remodelou as roupas femininas V mostradas nas primeiras imagens de demonstração do jogo.

“Eu vejo isso porque muitas pessoas gostariam de jogar a ‘versão E3’, mas ela não existe. Tudo o que resta são alguns arquivos não utilizados nos dados do jogo, e que os modders colocaram em uso”, finaliza Joel.

Talvez seja essa busca pela ‘versão E3’ que faça com que pessoas ligadas à modificação estejam tão empenhadas em restaurar o que foi cortado do game e, consequentemente, deem aos jogadores a experiência de “Cyberpunk 2077” mais próxima do que foi prometido no começo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES