Início Tecnologia Inteligência artificial escreve conclusão de curso em 20 minutos

Inteligência artificial escreve conclusão de curso em 20 minutos

Algoritmo de inteligência artificial desenvolvido por empresa co-fundada por Elon Musk foi capaz de produzir trabalhos de faculdade com maestria e muito mais rápido que os humanos

Algoritmos de inteligência artificial já são capazes de muita coisa, algumas bastante surpreendentes; a tecnologia vem evoluindo a passos largos nos últimos anos. Uma das tarefas que uma inteligência artificial é capaz de fazer – e, atualmente, com maestria – é escrever trabalhos de faculdade; inclusive aqueles de conclusão de curso.

Esta é a mais recente descoberta do EduRef, um recurso para alunos e educadores, que realizou um experimento para verificar se um modelo de predição de linguagem de aprendizado profundo conhecido como GPT-3 era capaz de alcançar nota suficiente de aprovação em um teste anônimo.

“Contratamos um painel de professores para criar uma proposta de redação, demos a um grupo de recém-formados e redatores de graduação e o enviamos também ao GPT-3 e pedimos que o painel avaliasse os envios anônimos e preenchesse uma pesquisa de acompanhamento para as ideias sobre os escritores”, explica o artigo da EduRef. Os resultados foram uma demonstração surpreendente da habilidade de linguagem natural da inteligência artificial.

inteligência artificial escreve conclusão de curso
Imagem: Pexels

Inteligência artificial x Linguagem Natural

O algoritmo do GPT-3 foi lançado em junho de 2020 pela OpenAI, uma empresa de pesquisa co-fundada por Elon Musk. A inteligência artificial foi criada para desenvolver conteúdo com estrutura de linguagem humana melhor do que qualquer um de seus antecessores.

O processamento de linguagem natural teve um grande avanço nos últimos anos. Hoje, computadores são capazes de escrever textos que, na maioria das vezes, poderia ser facilmente escrito por um ser humano. Mas ainda há alguns desafios para o processamento avançado de linguagem natural são enormes; o maior deles talvez seja a incapacidade de as máquinas entenderem o que estão escrevendo.

Nota “C” passa de ano…

No estudo do EduRef, as instruções de redação foram fornecidas em uma variedade de assuntos: história dos EUA, métodos de pesquisa (Covid-19), escrita criativa e direito. O GPT-3 conseguiu obter uma média “C” (entre 5,0 e 6,9) em quatro disciplinas, falhando apenas em uma tarefa. A inteligência artificial alcançou as notas mais altas em história e direito, ganhando um “B-“ (entre 7,0 e 8,0) em ambas. No texto sobre a eficácia da vacina para Covid-19, ficou com nota “C”; pontuação melhor do que um redator de carne e osso.

No geral, as avaliações sugeriram que a escrita produzida pelo GPT-3 era capaz de imitar a escrita humana em áreas de gramática, sintaxe e frequência de palavras, embora os artigos parecessem um tanto técnicos. De qualquer forma, nota “C”, passa de ano…

inteligência artificial
As notas obtidas pelo algoritmo de IA – Imagem: EduRef

Muito mais rápido

Tão surpreendente quanto a qualidade dos textos produzidos pelo algoritmo de inteligência artificial foram os tempos necessários para redigi-los. Enquanto os humanos levaram, em média, 3 dias para produzir os artigos, o GPT-3 levou entre 3 e não mais do que 20 minutos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES