Início Tecnologia Intel é multada em US$ 2,18 bilhões por violação de patentes

Intel é multada em US$ 2,18 bilhões por violação de patentes

Decisão refere-se a violações de duas patentes de CPU pertencentes à VLSI Technology LLC; Intel anuncia que vai apelar da decisão

US$ 2,18 bilhões. Esse é o valor que a Intel deverá pagar à VLSI Technology LLC, após não conseguir convencer um juiz distrital em Waco, Texas (EUA), a anular um processo envolvendo violações de patentes de CPU. A big tech, no entanto, vai apelar da decisão.

No cerne dessa confusão estão as patentes números 7.523.373 e 7.725.559, que baseiam-se em tecnologias voltadas para aumentar a velocidade e a potência dos processadores — apelidadas de tecnologia Speed Shift pela Intel.

As duas patentes foram concedidas à Freescale Semiconductor Inc. e à SigmaTel Inc. anteriormente. Em 2015, a NXP tomou posse delas ao comprar ambas as empresas, mas quatro anos depois, as patentes chegaram às mãos da VLSI em uma transação privada.

Em abril deste ano, um juiz ficou do lado da VLSI e concordou que a Intel deveria pagar US$ 1,15 bilhão por violar uma das patentes e US$ 675 milhões pela outra. Agora, a decisão foi mantida, o que deve resultar em uma multa bilionária para a gigante de tecnologia.

“Estamos muito satisfeitos que o júri reconheceu o valor das inovações refletidas nas patentes e estamos extremamente felizes com o veredito do júri”, afirmou Michael Stolarski, presidente-executivo da VLSI, em um comunicado por e-mail.

Ilustração de martelo de tribunal
Apelação anunciada pela Intel deve prolongar julgamentos. Foto: Sora Shimazaki/Pexels

Intel vai recorrer

À Bloomberg, a Intel afirmou que “discorda veementemente do veredito do júri”. A companhia disse ainda que não só vai apelar da decisão, como está confiante de que vencerá a batalha judicial.

No passado, a big tech já havia alfinetado a VLSI ao destacar a necessidade de uma legislação específica “para evitar que tais ‘investidores em litígio’ e suas empresas de fachada usem patentes compradas de baixa qualidade para extrair danos exorbitantes de empresas americanas produtivas”.

Um dos pontos que justificaria o otimismo da Intel é que a big tech chegou a vencer a VLSI nos tribunais em abril deste ano. A companhia foi acusada de violar outras patentes, mas safou-se de uma multa estimada na casa dos US$ 3,1 bilhões.

Com a apelação anunciada, o novo caso deve se estender por mais alguns meses. Resta saber se a Intel tem alguma “carta na manga” para uma reviravolta nos tribunais.

Fonte: PC Gamer

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES