Início Tecnologia Herdeiro da Samsung é condenado a dois anos e meio de prisão

Herdeiro da Samsung é condenado a dois anos e meio de prisão

Jay Y. Lee vai para atrás das grades pela segunda vez em um processo em que é acusado como parte de um escândalo de corrupção que envolveu o presidente sul-coreano

Acusado de suborno, o herdeiro da Samsung, Jay Y. Lee, foi condenado a dois anos e meio de prisão em uma batalha judicial que durou quatro anos. Lee foi preso pela primeira vez em 2017; condenado a cinco anos de cadeia, saiu um ano depois quando seu mandato original foi suspenso por um recurso. Em agosto de 2019, a Suprema Corte da Coreia do Sul anulou a decisão e ordenou um novo julgamento.

Lee foi preso como parte do escândalo de corrupção que envolveu o presidente sul-coreano Park Geun-Hye – o parlamentar foi condenado a 20 anos de prisão por tráfico de influência. O herdeiro da Samsung foi considerado culpado de usar sua fortuna para influenciar Park nos interesses comerciais da empresa. A princípio, os promotores defendiam uma sentença de 12 anos para Lee.

Enquanto estiver atrás das grades, Lee vai ficar impossibilitado de tomar decisões importantes para a Samsung. Na audiência final do julgamento, Lee fez um longo pedido de desculpas e prometeu uma “nova Samsung”, além de “corrigir o que o tribunal apontou como os danos do conglomerado familiar”. O herdeiro também jurou não passar o poder aos filhos.

Se não bastasse a condenação de dois anos e meio, Lee também está sendo julgado por suposta fraude e manipulação de ações. De qualquer forma, quando for solto, ele ainda deve se tornar presidente da Samsung; seu pai Lee Kun-hee morreu no ano passado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES