Início Segurança Alerta! Cuidado ao abrir e-mails da Microsoft, Facebook ou PayPal

Alerta! Cuidado ao abrir e-mails da Microsoft, Facebook ou PayPal

Empresas estão entre as marcas mais usadas em golpes de phishing em 2020

Os ataques de phishing são praticamente uma técnica de engenharia social. Os cibercriminosos se aproveitam da credibilidade de alguns nomes e marcas na tentativa de enganar as vítimas. Segundo relatório recém-divulgado da Vade Secure, Microsoft, Facebook e PayPal estão entre as marcas mais usadas em golpes de phishing em 2020.

Resumindo, é importante ter cuidado ao abrir qualquer e-mail suspeito – hoje, principalmente, qualquer mensagem duvidosa vindo de algumas dessas gigantes da tecnologia.

Ao examinar mais de um bilhão de caixas e-mail em todo o mundo, o relatório “Phishers’ Favorites” da Vade Secure apontou a Microsoft como a marca mais encontrada em e-mails de phishing; seguida pelo Facebook e PayPal.

phishing
Ranking da pesquisa mostra nomes de empresas mais usadas em ataques de phishing – Imagem: reprodução/Vade Secure

Os “escolhidos” para phishing

A Microsoft manteve seu lugar no topo das marcas mais usadas para e-mails de phishing em 2020. Claro, mensagens com o tema “coronavírus” tiveram um aumento incrível ao longo do ano passado também para uso em golpes; os mais comuns falam de ofertas falsas de equipamentos de proteção, máscaras e vacinas.

Mas o relatório aponta que os serviços em nuvem se tornaram os “favoritos” dos ataques de phishing, ultrapassando os financeiros. O levantamento observa que Microsoft, Netflix, Apple e Dropbox representam as empresas de serviços em nuvem mais usadas em e-mails de phishing entre as 20 principais.

“As organizações precisam estar cientes de que os phishers e outros agentes de ameaças estão sempre procurando novas maneiras de atacá-los”, observou Adrien Gendre, diretor de produtos e serviços da Vade Secure.

Como se proteger contra e-mails de phishing

Algumas atitudes e ações certamente vão diminuir (e muito) a chance de você ser fisgado por um ataque de phishing. A primeira é: sempre desconfie – os cibercriminosos estão cada mais criativos e de olho no que funciona. Confira sempre com cuidado o link do que pretende abrir – e-mails com phishing normalmente apontam para domínios que não têm nada a ver com a empresa.

Exemplo de e-mail com phishing usando a pandemia como pano de fundo – Imagem: reprodução/ Vade Secure

Uma solução de segurança é sempre indicada; hoje, a maioria dos antivírus do mercado tem êxito ao identificar tentativas de phishing. A Kaspersky, empresa de segurança da informação, tem um guia bem legal com 10 dicas para se proteger do phishing.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES