Início Tecnologia Como escolher um notebook para trabalhar

Como escolher um notebook para trabalhar

Existem diversos tipo de notebooks para trabalho, mas é preciso estar atento aos detalhes para fazer a compra certa. Confira algumas dicas para escolher o seu!

Os notebooks são praticamente um item essencial para as pessoas que precisam trabalhar com um computador. Na internet, existem inúmeros modelos diferentes deste tipo de equipamento, que atendem as mais diferentes necessidades.

Apesar de muitos notebooks entregarem um bom desempenho, existem alguns aspectos importantes que precisam ser levados em consideração antes de efetuar a compra. A seguir, confira algumas dicas para comprar o notebook certo para trabalhar.

Notebooks convencionais ou ultrafinos

Atualmente, existem dois tipos de notebooks principais: os convencionais e os ultrafinos. Mesmo oferecendo configurações semelhantes, a verdade é que existem outras diferenças entre eles.

Os notebooks ultrafinos, por exemplo, são uma ótima opção para quem precisa se locomover bastante durante o dia devido a serem relativamente leves. Não somente isso, como o próprio nome diz, este tipo de aparelho também é mais fácil de ser transportado e cabe praticamente em qualquer mochila devido a sua espessura mínima.

Notebook Ultrafino
Reprodução: divulgação/Lenovo

Já um ponto negativo dos modelos ultrafinos fica por conta de seus processadores, na maioria dos casos, serem focados para um “baixo consumo de energia”, que na prática deixa o seu desempenho um pouco inferior. Não somente isso, alguns modelos mais antigos também tendem a esquentar mais e nem sempre oferecem opções fáceis de upgrade.

Assim, quem não precisa de um notebook tão leve ou está a procura de uma performance mais consistente pode buscar os modelos mais convencionais.

Tela

Além de ficar de olho no tipo de notebook, a tela é um item que deve ser bem estudado antes de fazer uma compra. De forma geral, os notebooks com telas HD, Full HD e 4K já oferecem uma boa experiência, mas existem outros detalhes a serem considerados.

Alguns modelos, por exemplo, trazem telas sensíveis ao toque e podem ser utilizados como tablet. Já a Apple possui o MacBook Pro, que vem com uma tela Quad HD, considerada ideal para quem trabalha com a criação de conteúdos em vídeos ou com a edição de imagens.

Conexões do notebook

Os notebooks vêm com um número de portas USB e para outros tipos de conexões variadas. Assim, é sempre importante estar de olho não somente na quantidade de portas, mas também no tipo das conexões oferecidas.

Por exemplo, muitos notebooks mais recentes acabam trazendo apenas portas USB do tipo C, que podem aceitar conexões USB convencionais através de adaptadores. Já alguns notebooks ultrafinos não trazem entrada para porta de rede e podem não ser a opção ideal para quem tem uma rede Wi-Fi instável.

Notebook - conexões
Reprodução: Michael Schwarzenberger/Pixabay.com

Além disso, caso pretenda usar um segundo monitor, é importante ver qual o tipo de saída de vídeo do notebook, apesar que diversos adaptadores podem resolver eventuais problemas do tipo.

O processador certo

Assim como os computadores convencionais, os notebooks também possuem diferentes tipos de processadores, que são destinados a tarefas diferentes. Quando o assunto é Intel, por exemplo, um processador i3 com um bom conjunto de hardware já dá conta de atividades simples, como navegar na internet e redigir textos.

Entretanto, quem for usar o computador para outras atividades ou deixar muitos processos rodando, pode acabar optando por um i5 ou i7. Não somente isso, vale lembrar, os processadores da Intel para notebooks já vem com placas de vídeo integradas, mas que são simples e nem sempre atendem as necessidades de quem trabalha com aplicativos pesados que dependam deste tipo de hardware.

Processadores Intel para notebooks
Reprodução: divulgação/Intel

Já a AMD conta atualmente com os processadores da linha Ryzen 3, 5 e 7 para notebooks. Assim como no caso da Intel, a maior mudança nestes processadores fica por conta de sua velocidade e número de núcleos, que afetam diretamente a sua performance.

Os notebooks com processadores da AMD, vale notar, também vem com soluções de vídeos integradas, que geralmente oferecem uma performance melhor. Além disso, vale lembrar, também existem modelos com processadores da AMD e placas de vídeo Nvidia, que nesse caso são dedicadas.

Ainda no mercado, vale lembrar, existem notebooks com processadores dual core ou mais antigos. De forma geral, os aparelhos com eles até são capazes de rodar os novos sistemas, mas lentidões momentâneas podem ser esperadas.

Com ou sem SSD

Atualmente, os sistemas operacionais acabam consumindo bastante recursos dos discos dos usuários. Assim, praticamente em todos os casos, um SSD é capaz de deixar a performance de um notebook melhor.

Por exemplo, o Windows 10, quando carregado através de um SSD, leva questão de segundos até deixar o usuário pronto para usá-lo. Enquanto no HD, apesar do sistema oferecer uma performance parecida, o Windows pode levar questões de minutos até passar de sua tela de login e acabar de carregar os aplicativos.

SSD
Foto: manseok Kim/Pixabay

Além desta questão mais técnica, outro ponto a ser observado ainda neste quesito é que os SSDs, geralmente, oferecem menos espaço para o armazenamento de arquivos. Assim, é necessário sempre estar atento a sua necessidade ou recorrer a HDs externos e outros dispositivos do tipo.

Também vale ressaltar que alguns notebooks dão a opção de upgrades para serem feitos. Assim, mesmo que o modelo venha só com um SSD, um novo HD ou outro SSD pode ser instalado para aumentar o espaço em disco.

Tipo de teclado

Um outro ponto bastante importante a ficar atento na hora de comprar o aparelho fica por conta do “layout do teclado”. No mercado, existem diversos modelos de notebooks que trazem um teclado no padrão americano, ou seja, o teclado não vem com Ç.

Teclado não ABNT
Reprodução: StockSnap/Pixabay.com

Neste caso, na hora de digitar um texto, as pessoas podem precisar usar uma combinação de teclas para usar os acentos que vão nas palavras em português. Já ao optar por um notebook com teclado ABNT, o mesmo deverá vir com o Ç e todos os acentos em locais de mais fácil acesso.

Quem também trabalha bastante com números, é claro, pode procurar também por modelos que tragam um teclado numérico para facilitar os cálculos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES