Início For Gamers F-Zero quase teve jogo com física realista no Switch

F-Zero quase teve jogo com física realista no Switch

Ex-desenvolvedor da Nintendo chegou a criar demo do game, mas empresa vetou o retorno de F-Zero por hora

Embora a Sony seja exaltada pelo seu catálogo de exclusivos para o PlayStation, é inegável que outra japonesa, a Nintendo, é quem tem algumas das franquias mais amadas e populares dos games. Isso inclui F-Zero, que quase teve uma versão para o Switch. Quase.

Não é segredo para ninguém que a Big N é muito exigente com seus jogos e valoriza demais a integridade e qualidade de suas IPs. Por isso, não é de se espantar que o jogo futurístico de corrida tenha ganhado uma demo que foi completamente descartada pela empresa.

Quem conta a história é Giles Goddard, que foi um dos primeiros funcionários da Nintendo no Ocidente e trabalhou no desenvolvimento de Star Fox.

F-Zero realista?

Segundo o desenvolvedor, ele e seu time acharam que, depois de mais de 15 anos sem um novo game da série, seria bem bacana se F-Zero retornasse em grande estilo: num jogo ultrarrealista, com visual de primeira e altamente baseado em física.

Para apresentar a ideia aos chefões da companhia, resolveram então criar uma demo para o Switch e também para PCs. Um objetivo secundário do projeto era mostrar o potencial multiplataforma da engine elaborada pela equipe, capaz de rodar o título em qualquer lugar.

F-Zero GX foi último game da série (Reprodução: Nintendo)

“Fizemos uma demo com carros bem legais de F-Zero correndo em pistas malucas. Apenas centenas de veículos controlados por IA disputando uns com os outros”, relembra Goddard, explicando ainda que a parte realista do projeto era mesmo a física dos carros.

Se um dos foguetes que impulsionava o possante apagasse, por exemplo, ele perdia o controle ou começava a mergulhar na pista. A grande diversão estava não só na corrida, mas no impacto que uma batida ou colisão com outros pilotos tinha na brincadeira.

Não foi desta vez

Infelizmente, a Nintendo reforçou sua veia protecionista e negou ao estúdio do ex-desenvolvedor da casa a oportunidade de revitalizar a franquia. “Para eles, é mais fácil apoiar uma ideia nova, uma nova IP, do que reusar uma franquia antiga”, lamenta o dev.

Com os rumores sobre um Switch Pro esquentando, não é difícil imaginar que a japonesa queira reforçar a janela de lançamento do console com títulos de peso. Quem sabe uma volta de F-Zero também não entra nesses planos.

Fonte: GamesRadar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES