Início Smartphones Honor volta a ter apps da Google em seus novos celulares; saiba...

Honor volta a ter apps da Google em seus novos celulares; saiba mais

Vendida pela Huawei, empresa reconquistou confiança de parceiros e terá Android completo nos aparelhos Honor 50 e 50 Pro

Como subsidiária da Huawei, a Honor foi pega no fogo cruzado entre a gigante chinesa e o governo dos EUA, em meados de 2019. Com isso, os celulares da marca ficaram impedidos de receber atualizações para o Android ou os populares apps nativos da plataforma.

Agora, sob um novo guarda-chuva, essa história começa a mudar e dar frutos.

Honor de volta ao jogo

No final de 2020, a divisão foi vendida para um consórcio de 30 empresas e, desde então, tem se esforçado para conquistar mais uma vez a confiança de seus parceiros globais, o que incluiu passar pelos extensivos testes de segurança da Gigante das Buscas.

O resultado disso é que os próximos lançamentos da marca, o Honor 50 e Honor 50 Pro, podem dispensar o HarmonyOS, desenvolvido internamente, e voltar a utilizar a versão mais atualizada do Android para empoderar seu hardware.

Em um comunicado obtido pelo The Verge, a Honor afirma que essa retomada da parceria também possibilita que os smartphones da casa possam contar com o Google Mobile Services (GMS), que inclui YouTube, Gmail, Chrome e outros apps da família Google.

A novidade pode não fazer muita diferença para o público chinês, que é o principal mercado da Honor e já opera sem acesso à Play Store, mas é um fator vital para o sucesso da marca em escala global.

Lançamentos de peso

A boa fase também fica evidente quando se olha para as especificações dos novos aparelhos. Tanto o Honor 50 quanto o Honor 50 Pro trazem em seu interior um chipset Snapdragon 778G, da Qualcomm, com suporte dedicado à tecnologia 5G.

Ambos também contam com um display de 120 Hz – numa tela de 6,72 polegadas para o Pro e 6,57 polegadas na versão padrão – e um conjunto de câmeras traseiras bem diferente do convencional.

Em uma primeira olhada, pode parecer que há apenas 2 lentes, mas trata-se de um quarteto de câmeras poderosas: um sensor principal de 100 megapixels no topo e um kit com grande-angular (8 MP), macro (2 MP) e sensor de profundidade (2 MP).

As diferenças entre os dispositivos existem. O Honor 50 tem uma bateria de 4.300 mAh, carregamento rápido de 66 W e câmera frontal de 32 MP. Enquanto isso, o Honor 50 Pro traz bateria de 4.000 mAh, carregamento rápido de até 100 W e uma grande-angular de 12 MP junto da câmera frontal de 32 MP.

Na China, onde os aparelhos serão lançados no final deste mês, o modelo mais básico custa cerca de US$ 422, enquanto a edição Pro chega a US$ 578. Outros países devem receber os smartphones no futuro, mas ainda não há informações sobre preço ou disponibilidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES