Início Segurança Ataque de ransomware exige resgate de US$ 50 milhões da Apple

Ataque de ransomware exige resgate de US$ 50 milhões da Apple

Grupo de hackers russo ameaça divulgar dados confidenciais de produtos da Apple, como o MacBook, se resgate não for pago até dia 1º de maio

Na própria terça-feira (20), quando a Apple apresentou o novo iMac, novo iPad Pro, entre outros lançamentos, em seu primeiro evento de 2021, a gigante de Cupertino foi alvo de um ataque de ransonware que exige o pagamento no valor de US$ 50 milhões.

O ataque foi reivindicado pelo grupo de hackers russo REvil; agora, eles ameaçam a Apple de vazar informações confidenciais da empresa na dark web se o resgate não for pago.

Os hackers dizem ter conseguido acesso a dados de produtos da Apple após violar a Quanta Computer, uma empresa com sede em Taiwan que fabrica MacBooks e outros produtos da empresa.

Ameaças à Apple na Dark Web

Em uma mensagem publicada na dark web, onde o grupo russo geralmente ameaça as vítimas e vaza seus dados, o pessoal da REvil disse que como a Quanta se recusou a pagar o resgate para obter seus dados roubados de volta, eles então decidiram ir atrás do principal cliente da empresa: a Apple.

Desde o dia 20, quando foi feito o ataque, o REvil publicou uma série de imagens mostrando os esquemas do MacBook e ameaçou divulgar novos dados todos os dias até que a Apple ou a Quanta paguem o que está sendo pedido. O prazo dado pelos hackers para que a Apple pague os 50 milhões de dólares é até o dia 1º de maio.

Apple é vítima de ataque de ramsonware de US$ 50 milhões
Imagem: The Record

Quanta confirma a invasão

Em comunicado à Bloomberg, a Quanta confirmou o ataque a seus servidores, mas disse que “não há impacto material nas operações de negócios da empresa” como resultado da invasão.

A dimensão da invasão ainda não foi revelada. As imagens já divulgadas pelo grupo de hackers mostram esquemas para o redesenho do novo iMac. Todas as imagens trazer o aviso: “Isto é propriedade da Apple e deve ser devolvido”, acrescentando que os documentos não devem ser reproduzidos, copiados ou publicados.

Fonte: The Record

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES