Início For Gamers Desenvolvedor mostra que Zelda Ocarina of Time poderia ter sido bem diferente

Desenvolvedor mostra que Zelda Ocarina of Time poderia ter sido bem diferente

Desenvolvedor da Nintendo, durante os anos 90, havia criado uma demo de Zelda Ocarina of Time com um sistema similar ao de Portal. Entenda!

Zelda Ocarina of Time é considerado até hoje um dos maiores jogos da história dos videogames, que já recebeu até mesmo uma versão com várias melhorias para o Nintendo 3DS. Agora, uma das pessoas envolvidas no desenvolvimento de uma versão de demonstração do título revelou que o jogo poderia ter sido bem diferente.

Em entrevista concedida ao canal MinnMaxShow do YouTube, Giles Goddard, revelou que o título do Zelda lançado originalmente para Nintendo 64, ao menos em uma demonstração que era para ser apresentada ao público, teria uma mecânica de portais feitos de cristal, similares aos que foram vistos em Portal, lançado pela Valve em 2007.

Através destes portais espalhados pelo mapa, por exemplo, os jogadores poderiam ser transportados para outras partes do castelo de Hyrule. A grande diferença entre o mecanismo, é claro, é que Link não usaria armas futuristas para abri-los. Não somente isso, mesmo sem entrar em um portal, através deles, os jogadores poderiam ver o que estaria acontecendo em outra parte do mapa.

Ideia foi descartada em sua fase inicial

Apesar de ter começado o desenvolvimento deste mecanismo de portais e do mesmo se mostrar promissor, o desenvolvedor afirma que nem mesmo a Nintendo chegou a ver tal sistema em ação. A ideia dos portais, também a princípio, era para mostrar o que o Nintendo 64 era capaz de fazer com seu poder de processamento.

Ele ainda explica que os portais foram uma ideia interessante e que funcionaram bem nos primeiros testes. Entretanto, conforme o desenvolvimento do Zelda Ocarina of Time avançava, cada vez mais seria difícil implementar o sistema em uma versão completa do título.

Protótipo desta versão de Zelda Ocarina of Time ainda existe

Na entrevista, Giles Goddard revela que ele encontrou o código-fonte deste protótipo de Zelda com portais nos seus backups e chegou a mostrá-lo para seus companheiros de trabalho. Apesar de ter este protótipo guardado, infelizmente, o desenvolvedor disse que não poderá disponibilizá-lo, uma vez que os direitos deste trabalho pertencem à Nintendo.

Atualmente, Giles Goddard é o dono de um estúdio chamado Chuhai Labs, que trabalha em um jogo de snowboarding de realidade virtual. Anteriormente, vale lembrar, o desenvolvedor trabalhou em um título clássico deste esporte chamado “1080° Snowboarding”, lançado em 1998 exclusivamente para o Nintendo 64.

Via: IGN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES