Início Softwares Windows 11: ferramenta para testar compatibilidade do PC está com erro

Windows 11: ferramenta para testar compatibilidade do PC está com erro

Ferramenta da Microsoft para testar se PC é compatível com Windows 11 está com erro devido a checar versão diferente do recurso de segurança "TPM"

O anúncio oficial do Windows 11 realizado ontem (24) em um evento da Microsoft chamou a atenção de praticamente todo mundo. Agora, uma ferramenta para dizer se o seu PC é ou não compatível com o novo sistema está apresentando erros e seus resultados não devem ser levados em consideração.

Poucos minutos depois do Windows 11 ser oficialmente revelado, uma ferramenta da Microsoft começou a ficar popular na internet para testar a compatibilidade do hardware dos PCs para rodá-lo. Entretanto, ao rodar tal aplicação, até mesmo pessoas com computadores modernos viram a mensagem de que seu computador não seria compatível com a nova versão do sistema da Microsoft.

Erro está relacionado a versão do recurso TPM

Um documento oficial da Microsoft aponta que o Windows 11 requer o recurso TPM (Trusted Platform Module) 1.2 ou superior ativado. Esta função está presente nesta versão em praticamente qualquer computador montado entre os últimos 5 ou 7 anos, sendo que a mesma serve para deixar o hardware mais protegido de ameaças e pode aparecer com os nomes “Intel PTT” ou “AMD PSP fTPM” nas Bios.

Já a mensagem de erro vista na ferramenta da Microsoft acaba sendo gerada por conta da mesma estar buscando PCs compatíveis com o recurso TPM na versão 2.0, que requer no mínimo processadores da Intel da 8º geração ou da série Ryzen 2000 da AMD.

Assim, de acordo com a página da própria Microsoft, o verdadeiro requisito mínimo para rodar o Windows 11 seria este:

  • Processador com dois núcleos e clock mínimo de 1 GHz;
  • 4 GB de memória RAM;
  • 64 GB de espaço de armazenamento;
  • Recurso Security TPM na versão 1.2 ou superior;
  • Placa mãe com suporte a Secure Boot ou Boot Seguro.

Apesar das páginas da Microsoft ainda não estarem com um aviso sobre o problema da ferramenta, o site Windows Latest aponta que a empresa já está ciente do mesmo. Se ainda com o erro quiser testar esta ferramenta da Microsoft, a mesma pode ser baixada através deste link.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES