Início Softwares Steam Deck poderá ser compatível com Windows 11, revela designer da Valve

Steam Deck poderá ser compatível com Windows 11, revela designer da Valve

Segundo Greg Coomer, Valve está trabalhando ativamente para que o PC portátil da desenvolvedora acomode o Windows 11

Atualmente em fase Beta, o Windows 11 poderá chegar para o Steam Deck. Segundo a Valve, nenhum impeditivo foi visto durante o desenvolvimento do PC portátil que sugira a não compatibilidade do dispositivo com a nova versão do sistema operacional da Microsoft.

Se isso for confirmado, o usuário poderá migrar do SteamOS 3.0 nativo do portátil para o Windows 11 sem maiores problemas. Isso significaria aumentar ainda mais a gama de jogos — além daqueles oferecidos pela Steam — e aplicativos do Steam Deck, já que ele também seria compatível com as aplicações Android.

Windows 11 portátil

Para isso, a Valve já está de olho no “Trusted Platform Module” (TPM), que tem causado “dores de cabeça” para quem está tentando fazer a atualização para o Windows 11. “Já existe um trabalho voltado para o TPM agora mesmo”, revelou o designer do Steam Deck, Greg Coomer.

Basicamente, o TPM é um chip de segurança nas placas-mãe que reforça a proteção do sistema operacional. Como alguns computadores costumam vir sem esse componente (ou com ele desativado), os usuários têm enfrentado dificuldades em realizar a migração para o SO Beta mais recente da Microsoft.

Ilustração de Windows 11 sendo executado
Windows 11 no Steam Deck poderá aumentar a gama de apps e games suportados pelo dispositivo. Divulgação: Microsoft

“Nós nos concentramos tanto no Windows 10 até agora, que não chegamos muito longe nisso [TPM]. Nossa expectativa é que possamos atender a isso”, completou Coomer.

Ajuda da AMD

Porém, além da atenção com a motherboard do dispositivo, a Valve vai precisar ficar de olho nos processadores e GPUs AMD Zen 2 / RDNA 2 do Steam Deck para assegurar que o PC portátil, de fato, seja compatível com o Windows 11.

A boa notícia é que a desenvolvedora admitiu conversas com a AMD para garantir que, a nível de BIOS, o dispositivo possa comportar a chegada do sistema operacional da Microsoft.

“É também uma conversa que está acontecendo com a AMD. Portanto, não há nada que nos indique que haverá algum problema com o Windows 11”, finalizou o designer.

Fonte: PCWorld

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES