Início Hardware Steam Deck pode mirar 30 fps e limitar desempenho para ganhar bateria

Steam Deck pode mirar 30 fps e limitar desempenho para ganhar bateria

Desenvolvedor da Valve disse que marca deve ser piso, e não teto, para performance do Steam Deck

Alguns rumores indicavam que o recém-anunciado Steam Deck pode ter um limitador de quadros por segundo e mirar os 30 fps na hora da jogatina. Agora, a Valve esclarece o assunto e explica que isso não é necessariamente ruim para os gamers.

Steam Deck nos 30 fps

O assunto ganhou força depois que o IGN publicou diversas matérias relatando sua experiência de hands-on com o PC portátil. Em uma delas, estava a informação de que o aparelho almejava ficar na casa dos 30 quadros por segundo.

Será que o hardware do Steam Deck seria tão fraco que precisaria se esforçar para chegar à marca dos 30 fps rodando os games em 720p? Pierre-Loup Griffais, desenvolvedor da Valve, foi ao Twitter para explicar que a história não é bem essa.

“[Isso] se refere ao piso do que consideramos jogável em nossos testes de desempenho; os jogos que testamos e mostramos tem batido ou superado essa marca de forma consistente. Também haverá um limitador de fps opcional para refinar o equilíbrio entre performance e autonomia de bateria”, explica o dev.

Isso quer dizer que, no geral, pode-se esperar que os jogos rodem a mais de 30 fps no Steam Deck, embora os cobiçados 60 fps possam ficar de fora da jogada em títulos mais pesados. A marca, no entanto, pode ser ideal para prolongar a energia do equipamento.

Questões importantes

Richard Leadbetter, um dos integrantes da Digital Foundry, levantou a questão de que tipo de 30 fps veremos no Steam Deck: o tipo bom ou o ruim?

Nos consoles, é bastante comum que games rodando a 30 quadros por segundo rodem de forma mais fluida, uma vez que são sincronizados com a taxa de atualização de tela mais comum de monitores e TVs, o 60 Hz.

Se a sincronia não for adequada, a limitação artificial de fps pode prejudicar – e muito – a jogatina, criando engasgos onde não deveria. Ao que parece, a Valve ainda terá que responder a muita coisa até o lançamento de seu PC gamer portátil.

Fonte: The Verge

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES