Início Tecnologia SpaceX vai levar internet Starlink para aviões, barcos e caminhões

SpaceX vai levar internet Starlink para aviões, barcos e caminhões

Empresa de Elon Musk enviou pedido à agência reguladora dos EUA para oferecer a internet Starlink nas chamadas Estações Terrestres em Movimento

Além das áreas remotas e rurais. A internet via satélite da SpaceX tem a missão de conectar o mais número de pessoas possíveis – estejam elas paradas ou em movimento. A ideia agora é oferecer o serviço de banda larga da Starlink também para caminhões, embarcações e até aviões.

A empresa de Elon Musk busca agora aprovação regulatória para ampliar o serviço da Starlink. Na última sexta-feira (5), a SpaceX apresentou o pedido à Comissão Federal de Comunicações (FCC) dos Estados Unidos. O movimento marca o maior passo da SpaceX para conectar a Starlink ao setor automotivo.

SpaceX
Imagem: SpaceX

Internet Starlink em movimento

O documento enviado à FCC solicita “licença geral que autorize a operação” dos terminais Starlink nas chamadas Estações Terrestres em Movimento – um termo abrangente para carros, caminhões, embarcações marítimas e aeronaves.

“Os usuários não estão mais dispostos a abrir mão da conectividade enquanto estão em trânsito, seja dirigindo um caminhão pelo país, movendo um cargueiro da Europa para um porto dos EUA ou durante um voo doméstico ou internacional”, diz o documento.

SpaceX pretende levar internet Starlink para grandes embarcações
SpaceX pretende levar internet Starlink para grandes embarcações – Imagem: monika1607/Pixabay

Carros menores terão que esperar…

Apesar do movimento em direção aos veículos, os carros menores, segundo Elon Musk, terão que esperar mais um pouco. “Não vamos conectar os carros da Tesla à Starlink, pois nosso terminal é muito grande”, respondeu o CEO da SpaceX a um artigo sobre o processo da FCC. “Isto é para aeronaves, navios, grandes caminhões e RVs”, completou Musk.

Internet móvel Starlink

Ainda não há detalhes sobre as antenas que serão utilizadas em barcos, caminhões ou aviões. O documento da Starlink diz apenas que “são eletricamente idênticos aos terminais de consumidor previamente autorizados, mas têm montagens que permitem que sejam instalados em veículos, navios e aeronaves”.

Com o novo pedido, a SpaceX mostra uma nova aposta: a conectividade móvel. Elon Musk, ao que tudo indica, estaria pronto para competir com o 5G.

Starlink no Brasil

Com mais de mil satélites em órbita, a Starlink da SpaceX tem pelo menos 10.000 usuários cadastrados em um programa beta que começou no ano passado. Por enquanto, o serviço está focado em áreas rurais dos Estados Unidos, que têm pouca ou nenhuma conectividade.

Imagem: SpaceX

O kit Starlink, que traz antena e roteador, custa US$ 499 (algo em torno de 2800 reais em conversão direta), mais US$ 99 por mês (cerca de 550 reais) para velocidades que variam de 70 a 130 megabits por segundo.

No mês passado, a SpaceX começou a aceitar pré-encomendas da Starlink para “um número limitado de usuários por área de cobertura”; conforme a gente mostrou aqui na ocasião, já dá para fazer pré-encomenda do serviço inclusive aqui do Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES