Início For Gamers Retrospectiva dos jogos que marcaram 2020

Retrospectiva dos jogos que marcaram 2020

2020 foi um ano com diversos jogos de sucesso e surpresas. Que tal uma retrospectiva para relembrar o que foi lançado neste ano?

Estamos chegando ao fim de mais um ano, assim como chegamos ao fim de mais uma geração de consoles. No mundo dos jogos, encerrar esse ciclo é sempre um evento importante, e é no último ano de uma geração que obras que utilizam o máximo do hardware são lançadas.

Então, nada mais justo que relembrarmos quais foram os principais jogos lançados neste ano e fazer um balanço de como eles marcaram a indústria e seus fãs, além de trazer demais curiosidades sobre eles. Para uma melhor organização, falaremos dos jogos por mês de lançamento, mostrando um ou mais de um. Também é válido lembrar que esses não são necessariamente os melhores jogos do ano, nem estão por preferência, é apenas uma lista para relembrarmos os games que podem ter tornado o seu 2020 muito melhor. Vamos começar?!

Janeiro

Dragon Ball Z Kakarot
Fonte: Bandai Namco Entertainment

Dragon Ball Z: Kakarot

Janeiro começou com uma franquia querida pelo mundo todo, ganhando um jogo um tanto quanto diferente. Dragon Ball Z: Kakarot é um RPG com tudo que o estilo tem direito: níveis, itens para se achar e equipar, skills para serem liberadas, equipamentos diferentes para os personagens… tudo isso faz dele um dos jogos com mais conteúdo que a franquia DBZ já teve. Para alegrar ainda mais os fãs, o game tem praticamente todos os arcos de história contados no anime, adaptados para a fórmula de RPG. Por esse motivo, ele continua sendo jogado e apreciado até hoje.

Fevereiro

Dreams
Fonte: Media Molecule

Dreams

Um sistema complexo, com possibilidades praticamente infinitas e todas as ferramentas necessárias para que você crie seu próprio jogo. Sim, parece inacreditável, mas esse é mesmo Dreams, o exclusivo da Sony que chamou a atenção e ainda continua relevante. Embora possam alegar que ele não é um jogo em si, é impressionante ver as criações da comunidade. De recriações completamente funcionais de outros jogos a criações próprias, Dreams mostra que videogames podem ser muito mais quando o poder total é dado ao jogador.

Darksiders Genesis

Embora lançado primeiro para Stadia e PCs em 2019, foi em fevereiro de 2020 que Darksiders Genesis desembarcou no Xbox One e PS4, e por isso aproveitamos para colocá-lo nesta lista. Genesis é um título que lembra Diablo em sua câmera e forma de jogar, e é a definição de simples, mas divertido. Certamente, ajudou o mês de janeiro a passar mais rápido.

Março

Doom Eternal
Fonte: Bethesda Softworks

Ori and the Will of the Wisps

Ori and the Blind Forest foi um jogo impressionante: seus visuais eram lindos, sua jogabilidade era fluida e a experiência de jogá-lo era marcante. Seguindo os passos do antecessor, mas elaborando ainda mais a fórmula, Ori and the Will of the Wisps chegou em março para agradar aos fãs do primeiro game e aos fãs dos Metroidvanias em geral. Seu charme continua cativante, e ele vale a pena ser relembrado ou conhecido por quem ainda não teve a oportunidade. Com certeza, um dos jogos mais belos já lançados para o Xbox.

Nioh 2

Várias novas franquias surgiram com a popularização do gênero “Souls-like”. Embora o sucesso delas seja variável, Nioh certamente foi uma grata surpresa, misturando vários temperos ao estilo e criando uma identidade própria. Nioh 2 não revolucionou a fórmula do primeiro, mas acrescentou o bastante para ser uma ótima sequência e solidificou a franquia no coração dos fãs. Mais armas, mais poderes, mais demônios, Nioh 2 é sempre mais, e merece uma chance caso você ainda não tenha experimentado.

Animal Crossing: New Horizons

Ação, tiroteio, espadas, escudos, sustos… tudo isso é bem divertido, mas todos temos aquele momento em que queremos apenas paz e tranquilidade. Se esse é o seu sentimento, não tem como errar com o mais recente título de Animal Crossing lançado em março. Nesse jogo, você cuida de sua ilha particular e cria sua casa, seus prédios, suas ruas; conversa, pesca, planta árvores, e realiza mais uma infinidade de atividades cativantes. Animal Crossing: New Horizons possui um charme inigualável e é impossível não se apaixonar pela vibe que ele tem. Certamente, mais um destaque digno da nossa retrospectiva.

Doom Eternal

Doom 2016 mostrou como renovar uma franquia com maestria. Um jogo rápido, visceral, à moda antiga, pegando tudo o que fazia a série ser amada e transportando para os padrões de hoje com novidades. Doom Eternal, sua sequência, já nasceu com o objetivo de continuar essa lenda de forma digna, e ele definitivamente conseguiu. Foi um dos jogos de ação mais impressionantes do ano, ele não só é digno dessa lista, como também é um dos melhores jogos de 2020. Esta semana, inclusive, marca o lançamento da versão do game no Nintendo Switch, para que você jogue onde quiser. Se você não experimentou, aproveite, independentemente da plataforma!

Half-Life: Alyx

Ainda não temos Half-Life 3, e as esperanças de que isso um dia ocorra estão cada dia menores, mas isso não impede a série de continuar como uma das mais amadas e cultuadas da história. Apesar de ser estranha à primeira vista a ideia de lançar um jogo da série apenas para VR, é jogando que entendemos o motivo: esse jogo é perfeito para a realidade virtual. Sua física é impressionante, a forma como ele usa os recursos do VR é incrível e inovadora, e sua história certamente figura entre as melhores do gênero. A realidade virtual precisa de um jogo que justificasse sua compra, e esse jogo definitivamente é Half-Life: Alyx.

Persona 5 Royal

Apesar de ser uma expansão do Persona 5 original, um dos melhores RPG do ano não poderia ficar de fora de nossa lista, afinal, a versão Royal apresenta diferenças significativas que justificam até quem jogou o original procurar por essa versão. Persona 5 é um RPG por turnos extremamente charmoso, com um sistema de batalha impressionante focado em explorar fraquezas de inimigos, o que faz todo o combate ser mais pensado e não apenas uma sequência de “escolha ‘ataque’ até vencer”. Além disso, seu visual é tão fluido que ele nem sequer parece se passar em turnos. Uma evolução para todos os JRPGs e uma história que merece ser conferida e relembrada.

Abril

Final Fantasy VII Remake
Fonte: Square Enix

Resident Evil 3

O remake de Resident Evil 2 foi um sucesso e um dos melhores jogos de terror já lançados, e é com esse peso que o remake do amado terceiro jogo da série foi lançado, e sua recepção foi divisiva. É inegável que seu aspecto terror foi muito reduzido, e Jill é uma personagem extremamente ágil, fazendo parte de cenas de ação impressionantes. A jogabilidade é fluída, responsiva e divertida, porém, o jogo é muito curto. Para cada ponto positivo, existia um negativo, mas ele ainda merece ser relembrado em nossa retrospectiva pelo seu efeito “ame ou odeie”.

Final Fantasy VII Remake

Poucos jogos foram mais pedidos pelo público do que Final Fantasy VII Remake. Há anos a esperança dos fãs era renovada a cada evento que anunciasse lançamentos, e isso era compreensível: o Final Fantasy VII original ficou defasado graficamente muito rápido, e sua história em muito se beneficiaria de gráficos melhores. E este ano, esse sonho se realizou: o remake estava entre nós, e foi um presente inesperado, porém ótimo. Quem já o jogou sabe do que estamos falando, mas para quem não jogou, não podemos estragar a surpresa, apenas dar uma dica: experimente o título original antes deste, para poder comparar ambos mais de perto e ter a experiência completa!

Gears Tactics

Os jogos táticos possuem uma base de fãs fiel que sempre está pronta para abraçar novas empreitadas no estilo. Buscando agradar a quem gosta do estilo e trazer mais pessoas ao gênero, Gears Tactics foi lançado este ano e é um jogo muito sólido em suas mecânicas e divertido de ser jogado. Trazendo todas as características que os fãs amam para o campo de batalha tático, Gears é um dos destaques de 2020, e mostra que sair de sua zona de conforto pode render jogos impressionantes.

Maio

Xenoblade
Fonte: Monolith Soft

Maneater

Certamente um dos jogos mais curiosos lançados este ano, Maneater é uma espécie de RPG em que controlamos um tubarão que sobe de nível ao enfrentar outros animais e causar o caos na cidade, enquanto ataca pessoas e tenta se vingar de um caçador que matou sua mãe. Louco e carismático, ele merece ser reconhecido, nem que seja pelas risadas que ajudou a causar.

Minecraft: Dungeons

O que acontece se pegarmos Minecraft e misturarmos com Diablo? Bem, acontece um jogo surpreendentemente divertido chamado Minecraft: Dungeons. Sua premissa é bem simples: explore as dungeons em busca de loots melhores e crie um personagem ainda mais forte, aumentando a dificuldade para conseguir itens ainda mais incríveis. Claro que ele tem suas particularidades nos equipamentos, permitindo uma troca de classes mais livre, mas isso apenas aumenta o charme do game. Com certeza, um dos jogos mais divertidos de 2020.

Xenoblade Chronicles Definitive Edition

Mais um remaster para o ano de 2020, dessa vez com um dos melhores RPGs já criados. Sendo lançado originalmente para Nintendo Wii, Xenoblade Chronicles era muito limitado pela máquina em que estava e por várias decisões de design que não envelheceram tão bem. Esse remaster vem para não só melhorar os gráficos, como apresentar uma experiência muito melhor para que possamos acompanhar essa grande história nos dias atuais em nossos Nintendo Switchs.

Junho

The Last of Us Part 2
Fonte: Naughty Dog

Valorant

A Riot é uma empresa que está sempre se movimentando e lançando projetos. Como parte de uma campanha massiva, que promete vários jogos de diversos estilos diferentes, recebemos em junho Valorant, um FPS competitivo que pode ser descrito como uma mistura entre Counter-Strike e Overwatch. Lotado de carisma, uma jogabilidade fluida e um modelo free-to-play, Valorant, que inclusive está com um campeonato mundial marcado para 2021, só cresce com o tempo e é uma das apostas mais fortes para os esports no futuro.

Samurai Shodown

Os grandes jogos de luta continuam até hoje, outros retornaram após hiatos, e nesse ambiente, nada mais justo que a lendária franquia Samurai Shodown retornar, com um ótimo jogo da série. Embora mais simples, seus gráficos estilizados são ótimos, e ele continua com o estilo próprio da série: o de fazer as lutas serem decididas com poucos golpes, se estes foram bem colocados. Afinal, estamos combatendo com armas, e não apenas com os punhos. Seja bem-vindo de volta, e que mais jogos da série venham nos próximos anos.

The Last of Us: Part II

Um produto artístico tem como objetivo te passar uma emoção e gerar uma discussão sobre aquela obra. Obviamente, o conceito de arte é debatido há décadas, e essa não é a única interpretação possível, mas se seguirmos essa definição, The Last of Us: Part II certamente é uma obra de arte. Sua história, principal ponto, é divisiva, difícil de digerir, difícil de se analisar e feita para incomodar. Na verdade, o game parece feito para incomodar, com sua violência gráfica e momentos em que você é obrigado a ver ou fazer algo que não necessariamente concorda. Independentemente de opiniões, porém, essa segunda parte da saga está entre os principais jogos do ano de 2020.

Julho

Ghost of Tsushima
Fonte: Sucker Punch Productions

Ghost of Tsushima

Samurais fazem parte da cultura pop há anos, mas, curiosamente, não existem tantos jogos de samurais que se dispõem a retratar o período histórico, as habilidades e o código de honra de um. E é aí que Ghost of Tsushima brilha! Se passando no fim do século XIII, quando o império Mongol estava conquistando nações, nós jogamos com um samurai que deve escolher entre salvar o seu povo de forma prática e funcional, ou seguir o código samurai à risca, mas correr o risco de perder pessoas queridas no processo. Com jogabilidade incrível, gráficos impressionantes e um estilo muito único, Ghost of Tsushima é um destaque e um dos melhores jogos de 2020.

Paper Mario: The Origami King

Paper Mario é uma franquia que começou extremamente bem, e com o tempo foi tendo uma queda de qualidade constante. Após receber o feedback dos fãs e prometer melhorar os jogos da série, Origami King foi lançado. Ele pode não ser o melhor Paper Mario, mas certamente é um passo na direção certa. Divertido, com uma história interessante de se acompanhar e carisma transbordando, ele merece um lugar em nossa retrospectiva.

Grounded

A Obsidian certamente é uma lenda quando falamos de RPG, mas a aquisição da Microsoft com certeza deu mais liberdade para que eles pudessem trabalhar em vários tipos de projetos. Um deles, e que chamou a atenção este ano, é Grounded, um jogo de sobrevivência em que controlamos pequenos seres que enfrentam perigos criativos, como insetos, poças d’água e outros desafios. Se você ainda não experimentou, vale a pena dar uma chance!

Agosto

Microsoft Fight Simulator
Fonte: Microsoft

Fall Guys: Ultimate Knockout

Ele veio do nada e tomou o mundo de assalto com sua proposta totalmente focada na diversão. Em Fall Guys, você controla seres estranhos que participam de apostas malucas em uma espécie de “Battle Royale”, em que os últimos vão sendo eliminados até termos um vencedor. Simples, divertido e viciante, Fall Guys continua relevante e merece seu lugar na retrospectiva.

Microsoft Flight Simulator

Mais do que apenas um jogo, um verdadeiro simulador que pode ser usado para treinar voos de verdade. Esse é o Flight Simulator mais recente, um dos jogos mais bonitos, complexos e impressionantes deste ano. Muito exigente para simular toda a física e efeitos climáticos, ele virou, além de tudo, um ótimo benchmark para performances no computador. Certamente um ótimo jogo que merece sua menção por aqui.

Wasteland 3

Um RPG tático à moda antiga é o que você vai encontrar em Wasteland 3, a sequência de uma das melhores séries do gênero. Se passando em um futuro distópico e cheio de momentos com bom humor, ele é um ótimo game com muita liberdade para que você construa o personagem que quiser e escolha o que vai acontecer na história. Não se engane, porém: o mundo é brutal e você pode perder muitos amigos durante a jornada se não se atentar.

Setembro

Tony Hawk
Fonte: Activision

Tony Hawk’s Pro Skater 1 + 2

Tony Hawk é um nome que marcou uma geração, seja por seus feitos no skate, seja pela série de games que leva o seu nome. Após uma sequência de jogos sem muita qualidade, a Activision decidiu que iria dar um presente aos fãs, e esse presente é o remake Tony Hawk’s Pro Skater 1 + 2. Trazendo uma coletânea das melhores pistas de ambos os jogos com a jogabilidade incrível que estamos acostumados, e muitos easter eggs e segredos para agradar aos fãs de longa data, este certamente é um dos destaques dos jogos lançados em setembro.

Serious Sam 4

Diversão. Esse é o resumo perfeito de Serious Sam, não só do quarto jogo da série, mas dela como um todo. Não existe muito o que se dizer, você tem várias armas, destrói monstros e ri das piadas que ele tem (piadas muito boas, por sinal). E, às vezes, é só isso que a gente precisa!

Mafia: Definitive Edition

Mais um remake de um clássico para o mês de setembro, Mafia: Definitive Edition é uma das melhores histórias já contadas pelos games, agora com uma roupagem moderna. Isso era necessário, já que o jogo original é muito travado e complicado para os dias de hoje (embora ainda seja muito mais realista que sua nova versão). Com mudanças pontuais e gráficos de tirar o fôlego, fica aqui a recomendação para que experimentem essa história.

Genshin Impact

Um jogo que chamou a atenção desde o começo por vários motivos, Genshin Impact chegou com uma proposta free-to-play, disponível tanto para PCs Gamers, quanto para consoles e até mesmo para Android e iOS. Além disso, ele é definitivamente baseado no lendário The Legend of Zelda: Breath of the Wild em seu visual e até em alguns aspectos de sua jogabilidade. Com tudo isso, muitos puderam experimentar e se apaixonar por esse game que é, de fato, muito divertido e está até constantemente recebendo atualizações.

Outubro

Watch Dogs Legion
Fonte: Ubisoft

Crash Bandicoot 4: It’s About Time

Em um ano muito bom para os fãs dos clássicos dos games, o quarto jogo da série Crash Bandicoot chegou como uma surpresa para todos. Uma grata surpresa, pois o jogo é ótimo! Seguindo a história que parou no terceiro game, lá nos tempos de PS1, ele inova onde precisa, melhora o que já era bom e entrega um jogo para nenhum fã botar defeito e que, de quebra, serve para chamar uma geração de novos fãs para a série.

Star Wars: Squadrons

Embora a qualidade dos jogos de Star Wars feitos pela Electronic Arts seja variável, o acerto com Star Wars: Squadrons é tremendo. Sendo um jogo de gráficos lindos, jogabilidade rápida, multiplayer profundo e divertido e um modo história curto, porém digno, ele é uma experiência que merece ser relembrada.

Ghostrunner

Um jogo pequeno, porém cheio de personalidade, Ghostrunner é ótimo para quem busca uma diversão rápida, um nível de desafio muito bem equilibrado, uma temática Cyberpunk muito bem implementada e vários easter eggs e segredos para se descobrir. Uma grata surpresa tanto para os lançamentos de outubro quanto para o ano de 2020.

Watch Dogs: Legion

Após alguns adiamentos, a Ubisoft lançou o terceiro jogo da série Watch Dogs em outubro deste ano. Watch Dogs: Legion é um jogo divertido, em que você pode basicamente recrutar e controlar qualquer NPC que esteja na rua. Seus sistema de hack é divertido, e várias missões aproveitam ele muito bem. Mesmo pecando na história e no carisma dos personagens, Legion ainda é uma sólida experiência que merece estar em nossa lista.

Novembro

Demons Souls
Fonte: Bluepoint Games

Yakuza 7: Like a Dragon

A série Yakuza é estranha, e isso não é uma crítica. Nada mais justo, então, que o sétimo jogo seja tão diferente de tudo que foi feito até então. Yakuza 7 é um jogo de RPG por turnos que se passa em um cenário atual cheio de charme, estilo e maluquices. Bata com sua bolsa nos adversários, utilize bebidas alcoólicas para mudar status, entre tantas outras coisas que, se fossemos citar todas, passaríamos a tarde toda por aqui. Recomendamos!

Assassin’s Creed: Valhalla

Após a reformulação da franquia com Assassin’s Creed: Origins, aos poucos os jogos da série foram se acostumando à nova fórmula e melhorando-a ainda mais para apresentar experiências melhores. Valhalla pode ser descrito como o melhor dessa empreitada, com seu sistema de RPG muito mais balanceado, o retorno de características da série que estavam de fora dos jogos anteriores e um mundo mais prazeroso de se explorar.

Astro’s Playroom

Este poderia facilmente ser apenas mais um jogo simples que demonstra as funções de um controle novo, mas no final das contas ele é muito mais que apenas isso! Astro’s Playroom é bem divertido, cheio de charme e easter eggs de jogos clássicos da Sony a todo momento e, de quebra, ele serve para demonstrar de forma orgânica tudo que o controle do PS5 pode fazer. Certamente um destaque para o ano e mais um mascote para o PlayStation. Com certeza, uma surpresa entre os jogos de PS5.

Call of Duty: Black Ops Cold War

A série Call of Duty recebeu uma bem-vinda repaginada com Modern Warfare, tanto em história e gráficos, quanto em gameplay e no modo Warzone. Seguindo com essa linha, temos Black Ops Cold War, um jogo que conta com uma história muito bem feita e contada, além de mapas de multiplayer criativos para os fãs de CoD online. Mais uma entrada sólida na franquia que está buscando reinar entre os FPS novamente.

Demon’s Souls

Se você precisa de uma demonstração do que o PS5 é capaz de fazer no quesito gráfico, basta olhar para Demon’s Souls. Esse remake chegou com algumas mudanças polêmicas para os fãs de longa data, e sem muita novidade no quesito conteúdo em relação ao jogo original, mas tudo isso fica pequeno quando vemos o quão lindo esse jogo é. Cada efeito, cada detalhe, cada partícula, cada parte do cenário é extremamente detalhada, mostrando muito bem do que a nova geração será capaz.

Spider-Man: Miles Morales

Para incrementar ainda mais a biblioteca de lançamentos do PS5, tivemos o lançamento da DLC stand alone (que pode ser comprada e jogada como um jogo separado) Spider-Man: Miles Morales. No jogo, controlamos Miles em uma história totalmente nova e com muitas diferenças no mapa, para deixar a experiência ainda mais distinta do Spider-Man anterior.

Hyrule Warriors: Age of Calamity

Quando a série Zelda foi entregue nas mãos da Koei Tecmo, empresa mestre no estilo de jogos musou, todos já esperavam um grande jogo. E ele foi grande mesmo, tão grande que já estamos com um novo em mãos, que dessa vez vai contar o que aconteceu antes do mais recente game da série principal, Breath of The Wild. Com seu gameplay frenético, milhões de inimigos para serem derrotados e muitos personagens para liberar e usar, ele ganhou um lugar de destaque não só em nossa lista, mas no coração dos fãs.

Dezembro

Cyberpunk 2077
Fonte: CD Projekt RED

Immortals Fenyx Rising

Vendo a retrospectiva, é bem claro o quanto alguns jogos se baseiam no mundo, estilo e até mesmo mecânicas de Breath of the Wild, e Immortals Fenyx Rising é mais um desses games. Mas ele tem o seu próprio toque para ser especial: sua história é um conto da mitologia grega cheia de deuses, e sua estrutura de RPG é mais acentuada. Um jogo divertido que, apesar de muito novo, com certeza merece figurar em nossa seleção, e o maior destaque dos jogos lançados em dezembro.

Cyberpunk 2077

Até o momento da publicação desta matéria, Cyberpunk 2077 ainda não foi lançado. Mas nem é preciso de fato jogá-lo para saber que ele merece estar aqui, nem que seja pelo puro nome e fama que ele conquistou nos anos em que ficou em desenvolvimento. Inclusive, se você quiser saber mais sobre o jogo, fizemos um texto com tudo o que você precisa saber sobre Cyberpunk 2077.

E essa é a nossa retrospectiva! E então, gostou dela? Tem sugestões? Acha que esquecemos de algum jogo? Comente pra gente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES

O primeiro PS5 do KaBuM! pode ser seu

Confira as últimas novidades do console e participe da promoção “Esse PS5 é Meu” para ganhar o primeiro exemplar do produto no KaBuM!

Vem aí o PlayStation 5

Com lançamento previsto para o final de 2020, as expectativas dos gamers para a chegada do novo console da Sony são grandes. Confira!

Como montar a configuração ideal para seu PC gamer?

Montar um PC gamer não é tarefa fácil. Muitos detalhes, conexões e compatibilidades entre os componentes podem trazer "dor de cabeça", sem considerar os elevados custos que...

Por dentro do Black Friday do KaBuM!

Por dentro do Black Friday do KaBuM!. Participante em 12 edições da maior promoção anual da internet, o e-commerce se prepara para surpreender novamente milhões de visitantes, em busca dos melhores descontos. Enquanto a data tão esperada não chega, vamos relembrar como foi o evento em 2019.