Início For Gamers FIFA 22 finalmente vai permitir uso de atleta mulher no modo carreira

FIFA 22 finalmente vai permitir uso de atleta mulher no modo carreira

Novidade do FIFA 22 permitirá criar uma jogadora para a modalidade pela primeira vez na história da franquia

Mesmo que de forma limitada, a Eletronics Arts (EA) tem se esforçado nos últimos para promover a igualdade de gênero dentro da série FIFA. Agora, a desenvolvedora deu um grande passo nesse quesito para a versão 2022 do game de futebol: pela primeira vez na história do jogo, o modo Pro Clubs vai permitir que você construa sua carreira no papel de uma mulher.

Basicamente, o modo Pro Clubs de FIFA coloca o jogador na pele de um atleta profissional: o gamer controla apenas um único jogador — que pode ser criado do zero —, com a missão de evoluir o personagem ao longo das temporadas. A modalidade é bem fiel à realidade de muitos esportistas da vida real é uma espécie de “RPG do futebol”.

No entanto, desde que foi introduzido ao game, o modo sempre limitou-se à criação de personagens homens. Pelo menos até agora. De forma discreta, a EA Sports revelou em seu canal no YouTube, na última segunda-feira (2), que FIFA 22 permitirá iniciar uma nova carreira no controle de uma jogadora.

O preview não revela, no entanto, se o modo vai contar com outras mulheres ou apenas com a jogadora criada. Mas é possível observar que o Pro Clubs de FIFA vai permitir partidas de times mistos, ao integrar a atleta em times com homens.

Mulheres no FIFA

Outra novidade envolvendo a igualdade de gênero será a presença de Alex Scott, ex-lateral da Inglaterra, como comentarista do FIFA 22. Ela será a primeira mulher a integrar o time de comentaristas da franquia.

Alex Scott, nova comentarista do game FIFA 22
Ex-atleta da Inglaterra, Alex Scott tem se destacado como comentarista esportiva. Divulgação: EA

“Representação é crucial e a inclusão de uma comentarista feminina que fala inglês no FIFA é uma virada de jogo. O impacto que isso terá é simplesmente estratosférico”, celebrou a ex-jogadora.

Vale lembrar que a EA chegou a incluir seleções femininas em versões anteriores da série, mas apenas para modos amistosos e torneios com os times correspondentes.

À medida que as mulheres conquistam ainda mais espaço no futebol, é provável que sua presença seja cada vez mais integrada ao FIFA.

Ao que parece, não será nesta próxima edição que o jogo vai incluir os principais clubes (não só seleções) femininos. De todo modo, grandes passos para diminuir a desigualdade de gênero — mesmo que apenas no universo gamer.

Fonte: EA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES