Início Tecnologia Pirataria 'sem maldade' leva a prisão de homem no Japão

Pirataria ‘sem maldade’ leva a prisão de homem no Japão

Homem resolveu gravar trechos da sessão de cinema por ter gostado demais do filme; lei do Japão é bastante dura contra a pirataria

O retorno gradual dos cinemas tem mostrado que o público estava sentindo falta de curtir um filme na frente das telonas. O problema é quando as pessoas se empolgam demais com a experiência e querem guardar mais do que uma memória da sessão pipoca.

É o caso de um senhor de 50 anos que foi preso em Osaka, no Japão, após gravar cenas de um anime num cinema local. Pego no ato e denunciado por outras pessoas assistindo à estreia de “Detective Conan: The Scarlet Bullet”, o suspeito confessou seu crime.

Pirataria ou gostou demais?

De acordo com a reportagem da MBS News, o homem disse às autoridades que o filme animado era tão interessante que ele achou que seria uma boa ideia filmar um trecho escondido e depois rever tudo em casa.

Ele só se esqueceu de que, apesar de propagandas como a acima apelarem para a comédia na hora de coibir o crime, o tema pirataria é levado bem a sério na sociedade japonesa. A pena pode chegar a até dez anos de prisão e exigir o pagamento de uma multa salgada.

Fonte: Kotaku

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES