Início Softwares Windows 11: Microsoft se desculpa por confusão com requisitos mínimos

Windows 11: Microsoft se desculpa por confusão com requisitos mínimos

A Microsoft fez uma publicação em seu site para esclarecer a confusão criada em relação aos requisitos mínimos do Windows 11. Saiba o que aconteceu!

O Windows 11 foi anunciado oficialmente na semana passada e as páginas da Microsoft criaram bastante dúvidas nos usuários em relação à compatibilidade do hardware de seus PCs para rodá-lo. Assim, a própria Microsoft resolveu se pronunciar sobre o caso.

Em uma publicação feita em seu blog pelo “The Windows Team”, a Microsoft diz estar ciente que a sua ferramenta para testar a compatibilidade do Windows 11 com PCs causou bastante confusão. Desta forma, o aplicativo chamado de PC Health Check já foi atualizado para fazer as verificações corretamente.

Além de ter atualizado seu aplicativo, a empresa ressaltou estar trabalhando para que a versão Insider do sistema possa ser instalada em PCs com processadores da 7º geração em diante.

Anteriormente, a Microsoft havia divulgado em seu site quais processadores são compatíveis com o Windows 11, mas a lista deixava alguns modelos mais recentes de fora.

Microsoft explicou os motivos de pedir novos requisitos mínimos

Ainda em sua publicação, a Microsoft também resolveu explicar o que a levou a pedir novos requisitos mínimos para o Windows 11. A empresa disse que quer oferecer uma experiência completa para que os usuários possam estar seguros enquanto trabalham, jogam e realizam outras atividades.

Já o jeito de fazer isso foi pedir novos requisitos mínimos de hardware e software para garantir que a experiência sempre esteja de acordo com as expectativas dos usuários. Assim, a Microsoft destacou os seguintes pontos:

  • Segurança – O Windows 11 eleva o nível de segurança com hardware para melhorar itens como Windows Hello, criptografia de dispositivos e outros;
  • Estabilidade – Ao escolher CPUs compatíveis com o novo modelo de drivers do Windows, o sistema deve ter menos travamentos;
  • Compatibilidade – O Windows foi feito para ser compatível com os aplicativos que as pessoas já usam, Assim, o mesmo requer um processador dual core com frequência de 1 GHz ou superior, 4 GB de memória RAM e 64 GB de espaço de armazenamento.

Como testar o Windows 11

A primeira versão de testes oficial do Windows 11 foi liberada ontem (28). Caso tenha interesse em testá-la, não deixe de acessar esta matéria que explica o procedimento necessário para isto.

Esta versão, vale lembrar, ainda não tem todos os recursos e pode apresentar bugs. Assim, não é recomendado usá-la em um PC para suas atividades diárias.

6 COMENTÁRIOS

  1. “Esta versão, vale lembrar, ainda não tem todos os recursos e pode apresentar bugs. Assim, não é recomendado usá-la em um PC para suas atividades diárias.”
    Muita gente usa o Windows 10 com bugs desde ue foi criado, tem nada se usarmos o 11 com bugs que poderão ser corrigidos

    • E fácil estalar o 11 em qualquer PC sem os rregisito da empresa só ver no iotub parece que querem ajudar e o comércio,como e os PC rodaram estes anos todos sem estes tal de requisito e todos sobreviveram

  2. Gostaria de lembrar a Microsoft que o usuário vai estar pagando pelo sistema, então deveria ficar a cargo do mesmo se gostaria de ter esses níveis de segurança e estabilidade ou não. Em muitos países subdesenvolvidos muitas pessoas não terão condições de comprar outro computador apenas para ter o Windows 11. A Microsoft já poderia fazer um favor então: só mandar notificação para os usuários que o Windows 11 já está disponível ( como fez com o Windows 10 ) só se o pc for compatível. Só assim o usuário não irá perder tempo com algo que não irá funcionar.

  3. Engraçado que a empresa da maçã faz coisa muito pior e não vejo tanto barulho mesmo em países subdesenvolvidos como foi dito. Microsoft está certíssima, se os requisitos do seu hardware não atendem os requisitos que o usuário atualize ou continue usando o Windows 10, ele não deixará de funcionar.

    • O macbook pro 2013 tem o bigsur, ultimo sistema disponível, amigão. Processador de terceira geração. O i7 7700k sozinho custava 2 mil reais e é de 2017, e mesmo assim não tem compatibilidade com o Windows 11. Quer mesmo comparar?

  4. Só pensarei em atualizar para W11 um ano após o lançamento da sua versão final… E só pensarei em novo PC para W11 quando o W10 perder o suporte em 2025, 2026…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES