Início For Gamers Homem é preso por vender saves modificados de Zelda no Japão

Homem é preso por vender saves modificados de Zelda no Japão

Ichimin Sho prometia fornecer arquivos que liberavam itens e vantagens específicas em Zelda

Ichimin Sho, de 27 anos, foi preso no Japão após ser acusado de vender saves modificados para a versão de Nintendo Switch de “The Legend of Zelda: Breath of the Wild”.

O homem postou um anúncio em um site de leilão e oferecia a opção para o jogador se tornar “mais forte”. Isso era feito com arquivos que liberavam habilidades aprimoradas e itens difíceis de se obter em “The Legend of Zelda: Breath of the Wild”. A ideia era implementar as alterações de acordo com o solicitado pelo cliente.

De acordo com o Broadcasting System of Niigata, Sho cobrava 3.500 ienes (R$ 166 em conversão direta) por seu serviço por cada save de “Zelda”.

Por conta disso, o homem foi preso por violar a Lei de Prevenção à Concorrência Desleal, lei que protege empresas de terceiros que se apropriam de bens ou negócios de outra parte sem autorização, bem como proíbe a venda de produtos falsificados ou modificados.

Após a captura, ele disse que já vendeu saves e softwares modificados antes, admitindo que faturou cerca de 10 milhões de ienes (cerca de R$ 470 mil em conversão direta) nos últimos 18 meses.

Prisões além de Zelda

Embora isso possa parecer uma situação extrema, não é algo novo no Japão. A polícia já prendeu pessoas por modificar softwares sob a mesma lei em que Sho foi acusado de violar. Em 2015, por exemplo, outro homem foi condenado após vender códigos para o popular jogo de tiro online “Alliance of Valiant Arms”.

Via: Kotaku

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES