Início Tecnologia Google remove apps maliciosos baixados mais de 10 milhões de vezes

Google remove apps maliciosos baixados mais de 10 milhões de vezes

Aplicativos bombardeavam os usuários com publicidade fora dos padrões; quem baixou algum dos apps precisa removê-lo manualmente do celular

A Google removeu recentemente 164 aplicativos da Play Store. Os apps maliciosos para Android estavam bombardeando os usuários com anúncios “fora de contexto”. O Google classifica esse tipo de publicidade como qualquer propaganda exibida em pop-ups ou que ainda tomam a tela inteira do celular, fora do aplicativo original em uso.

Esse tipo de anúncio está proibido na Play Store desde fevereiro do ano passado. O problema é que, ainda que a determinação da Google tenha trazido proibições para cerca de 600 apps para Android, nada garante que os desenvolvedores respeitem a regra. Só em 2020, o Google baniu quase 280 apps que abusavam desse mecanismo.

Os aplicativos maliciosos – ou melhor, abusivos – foram descobertos pela White Ops, uma empresa de segurança especializada na detecção de fraude de bots e publicidade. Desta vez, a empresa encontrou outro cluster de apps que ainda não havia sido identificado no ano passado e, pior, ficou disponível na Play Store por mais de dois anos.

Segundo a White Ops, esses aplicativos foram baixados mais de 10 milhões de vezes antes de serem descobertos pela prática irregular e denunciados à equipe de segurança do Google. Para enganar o usuário, a maioria desses 164 apps imitava ferramentas populares disponíveis na Play Store, inclusive copiando nomes e funções de aplicativos originais e seguros.

A lista dos 164 apps banidos pode ser conferida no relatório da White Ops. Ainda que o Google já tenha removido os aplicativos da Play Store, os usuários que possivelmente baixaram algum dos apps em seus dispositivos precisam removê-los manualmente de seus aparelhos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES