Início Tecnologia EUA querem regulamentações mais rígidas para criptomoedas

EUA querem regulamentações mais rígidas para criptomoedas

Governo dos EUA visa regular e tributar criptomoedas para evitar futuros problemas no sistema financeiro

O governo norte-americano mostrou preocupação sobre o atual momento das criptomoedas. Na última quinta-feira (20), Jerome Powell, presidente da Reserva Federal dos Estados Unidos, disse que as moedas virtuais representam riscos para a estabilidade financeira do país., pois não são regulamentadas e, assim, estão desprotegidas.

Powell vê o risco na questão de as criptomoedas não serem regulamentadas e, assim, segundo ele, poderem ser usadas para evasão fiscal. Por outro lado, o presidente da Reserva Federal dos EUA admitiu que o banco central americano explora a possibilidade de adotar sua própria moeda digital.

Para fortalecer a conformidade tributária, a proposta da administração do presidente Biden inclui a obrigação de transferências acima de US$ 10.000 serem informadas a Receita Federal – o que, em teoria, significa que o governo dos EUA quer tratar a criptomoeda como “dinheiro normal”.

Ao mesmo tempo em que destaca os benefícios potenciais dos avanços na tecnologia financeira, Powell disse que as criptomoedas e outras inovações “também podem acarretar riscos potenciais para esses usuários e para o sistema financeiro em geral”.

EUA quer tornar as regulamentações das criptomoedas mais rígidas

O auge das criptomoedas

Como não há uma autoridade central que acompanhe as transações das criptomoedas, elas precisam ser registradas e validadas uma a uma por um grupo de pessoas, que usam seus computadores para gravá-las no chamado blockchain, um enorme registro de transações de um banco de dados público. Lá fica todo o histórico de operações realizadas com cada unidade de Bitcoin e outras moedas existentes.

A preocupação dos Estados Unidos se deve à chamada “falta de controle” das criptomoedas e do quão voláteis são seus valores.

Fonte: Tom’s Hardware

Otavio Otto Giantin
Me chamo Otto e atuo há 5 anos no meio de jornalismo de games e tech. Realizo esse trabalho sempre com um enorme prazer. Um poço de referências de diversos filmes, séries, jogos e piadas ruins. Falo sobre jogos também no twitter @Ottoboyo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES