Início Tecnologia Criptomoeda Chia aumentou em até 500% a venda de SSDs na China

Criptomoeda Chia aumentou em até 500% a venda de SSDs na China

No entanto, a Galax, fabricante de SSDs, afirmou que, caso o equipamento seja utilizado para minerar a Chia ou qualquer criptomoeda, a garantia será anulada

Recentemente, a revelação de uma nova criptomoeda, batizada de Chia, movimentou o mercado de HDs e SSDs. Isso porque, foi informado que o ativo pode ser minerado usando espaço em disco não utilizado.

Apesar de não poder ser negociado até 3 de maio, apenas a revelação da Chia foi responsável por um aumento na demanda por unidades de armazenamento na China. De acordo com o DigiTimes, os pedidos de SSDs da marca Adata no país aumentaram de 400% a 500% em abril se comparado com o mês anterior.

No entanto, esse movimento parece começar a se expandir para outros países. O TechSpot relata que essa procura começou a acontecer fora da Ásia. Isso faz com que a escassez de produtos possa ocasionar o aumento significativo de preços.

Apesar disso, há uma esperança em meio a todos os aumentos. Uma fabricante chamada Galax emitiu um comunicado dizendo que, caso consumidores utilizassem os SSDs da marca para mineração de criptomoeda, a garantia do produto seria anulada. A estratégia é tentar desencorajar pessoas a comprar muitas unidades de uma vez.

Além disso, sempre existe a chance de que a Chia – ou qualquer outra criptomoeda nova – não seja tão popular ou lucrativa quanto o bitcoin. No entanto, com a ideia de que um ativo pode ser minerado tão facilmente, as pessoas podem querer comprar grandes quantidades de equipamento, fazendo com que o mercado sofra com escassez.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES