Início Hardware Como melhorar seu PC gamer gastando pouco?

Como melhorar seu PC gamer gastando pouco?

Saiba como garantir os 60 quadros por segundo e alcançar máximo desempenho gastando pouco

A vida de quem conta com um pc gamer com poder limitado e que mal consegue alcançar os 60 quadros por segundo nos games mais populares é, no mínimo, complicada.

Entretanto, pouco é necessário para atingir a fluidez da gameplay nos títulos mais jogados — Fortnite, League of Legends, CS:GO e os mais recentes Fall Guys e Genshin Impact. Então, o que é necessário para aprimorar a jogatina?

Normalmente, consultamos os sites dos jogos para conferir os requisitos mínimos e recomendados de cada um dos títulos, mas essa solução nem sempre atende às nossas necessidades — já que procuramos um PC gamer que aguente mais de um único game, tenha espaço para upgrades, garanta bons anos de jogo e entregue os tão aguardados 60 fps. Sendo assim, precisamos de uma “investigação aprofundada” para escolher o hardware perfeito.

Fortnite
(Fonte: Epic Games/Reprodução)

Dentre os mais populares, Fortnite é um dos jogos mais otimizados do momento.

CPU “baratinha” para nosso PC gamer

Ter um bom processador é a etapa primordial para embarcar em um novo computador ou começar um upgrade. É ele quem dita qual será a placa-mãe e a combinação ideal de GPU, memórias e, por consequência, fonte. Portanto, devemos escolhê-la com atenção.

Atualmente, a Intel e AMD competem no mercado de processadores. As CPUs de ambas atendem a propósitos gerais, como gaming e produtividade, mas possuem vantagens que variam com cada jogo ou programa. De um lado, há a linha Intel Core; do outro, a AMD Ryzen. Qual preferir?

AMD
(Fonte: The Verge/Reprodução)

Em termos de performance, a Intel costuma apresentar resultados equivalentes ou superiores em vários títulos, enquanto AMD traz o equilíbrio entre custo e benefício. Para esse caso, optaremos pelos Ryzen, aproveitando também seu poderoso ecossistema de chipsets para possíveis upgrades.

Ademais, considerando que procuramos gastar o mínimo possível, por que não levar uma CPU com vídeo integrado? Assim, podemos adiar a compra de uma GPU para um momento melhor e dedicar mais dinheiro à peça.

Essa alternativa pode não garantir os 60 quadros por segundo em todos os jogos no seu PC gamer, mas atenderá bem a demanda nos títulos competitivos mais populares com algumas mudanças pontuais nas configurações.

Ryzen
(Fonte: AMD/Reprodução)

Dito isto, as CPU Ryzen 3300 e 3200G (esta com vídeo integrado) são opções acessíveis. Contudo, se ainda assim não encaixar no orçamento, um Ryzen 1600 ou 2600 são boas alternativas para um bolso mais enxuto.

GPU e memórias para um PC gamer que cabe no bolso

Na GPU, o cenário apresenta duas grandes marcas: NVIDIA e AMD. Atualmente, as duas competem no mercado de entrada com ganhos pontuais em títulos específicos, e os preços variam constantemente.

Focando na economia, há a NVIDIA GTX 1650 e a AMD Radeon RX 5500 XT, ambas disputando a mesma faixa de preço e com variantes ligeiramente superiores que podem render um pouco mais de performance em diversos cenários.

Placa de Vídeo
(Fonte: Nvidia/Divulgação)

Elas também são poderosas o bastante para entregar 60 quadros por segundo na resolução Full HD, escolhendo configurações entre médio-alto em alguns títulos. É um salto em performance garantido para quem conta com um PC gamer muito antigo ou limitado, e um bom pontapé inicial para um novo computador.

No que se refere a memórias, ter 8 GB é o mínimo para as demandas atuais. As frequências também são importantes, mas o orçamento limitado nos restringe às melhores ofertas. Apenas priorize os modelos com dissipador de calor, recurso extremamente importante para garantir longevidade e estabilidade de performance.

Fonte e armazenamento do seu PC gamer

Para finalizar os componentes indispensáveis, a fonte não pode receber menos atenção. Esse componente é responsável pelo direcionamento de energia para todas as peças do computador, por isso seu papel é importantíssimo para garantir o bom funcionamento de todo o sistema.

Fonte
(Fonte: The Overclocker/Reprodução)

O selo de certificação 80 Plus é uma garantia de bom funcionamento da fonte.

Portanto, estude as diferenças entre as fontes, conheça as melhores marcas — dentre os nomes Corsair, EVGA, XFX, Cooler Master —, confira as certificações, performance em análises e se certifique de que ela entrega o que o seu computador exige. Se considerarmos as opções fornecidas até agora, uma fonte de 500 W com selo 80 Plus legítimo será o suficiente.

Em armazenamento, a situação varia de acordo com suas necessidades. Ele não será responsável pela entrega de quadros, mas está diretamente relacionado às telas de carregamento e às texturas carregadas no jogo.

Quanto mais rápido, melhor. Se seu uso exige muito espaço, opte pelo convencional HDD; caso contrário, um SSD será uma boa pedida.

Promoções

KaBuM!
(Fonte: KaBuM!/Divulgação)

Para gastar o mínimo possível com seu PC gamer, a dica que não pode faltar é ficar de olho nas promoções. O Natal, e a virada do ano são épocas interessantes para se manter atento às ofertas exclusivas disponíveis no app do KaBuM! e na caixa de entrada do e-mail para garantir os melhores preços em primeira mão.

Por: Igor Almenara

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES

O primeiro PS5 do KaBuM! pode ser seu

Confira as últimas novidades do console e participe da promoção “Esse PS5 é Meu” para ganhar o primeiro exemplar do produto no KaBuM!

Vem aí o PlayStation 5

Com lançamento previsto para o final de 2020, as expectativas dos gamers para a chegada do novo console da Sony são grandes. Confira!

Conheça o ROG Phone 3, lançamento da Asus

Smartphone apresentado pela marca nesta semana conta com Snapdragon 865 Plus e até 16 GB de RAM.

Monitores de 360Hz para as novas gerações de GPUs

360Hz é a promessa das placas de vídeo da nova geração. Mas, qual o impacto disso na hora de jogar?