No HowTo ensinaremos como executar de forma prática o “Overclock”, termo esse que é muito falado e discutido em fóruns, comunidades e grupos. É seguro? Proporciona mais desempenho? Essas são as perguntas mais realizadas pelos usuários que buscam performance segura. Os processadores da Intel fornecem uma ferramenta de alta performance e segura, onde o overclock é realizado de forma avançada. A ferramenta Intel Tuning Utility é possível realizar desde do básico ao avançado, realizando de forma simples, pontual e 100% segura.

O overclock será realizado através do próprio sistema operacinal, na própria ferramenta da Intel. Não há necessidade de mexer no setup do bios ou outros procedimentos. Para entendermos como funciona o processo é necessário primeiro entendermos o que é o overclock, de forma simples de entender é sempre quando algum componente consegue subir a sua frequência ou capacidade acima da especificação do fabricante, ou seja se o processador por exemplo é 3Ghtz e o usuário consegue subir o processamento para 3.1Ghtz, isso já é considerado um overclock. Porque você já está trabalhando acima das especificações, mas para que isso ocorra de forma segura, é necessário utilizar componentes que possuem essas extensões, no caso da Intel ela possui os seus processadores da linha K que possuem extensores e multiplicadores desbloqueados.

Para podermos explicar melhor, do que se trata um multiplicador, para que ele serve e porque tem um “kzinho” no final dos processadores.

Antes de mais nada, é preciso que você instale a ferramenta da Intel Tuning Utility em seu PC, você poderá baixa-lo clicando aqui.

Para entender um pouco melhor, você pode assistir o nosso HowTo no canal KaBuM!TV no youtube:

Após a instalação, o usuário deverá se atentar ao multiplicador que se trata de um recurso para multiplicar um fator por outro, ou seja, no caso do FSB o multiplicador usa o overclock para alterar a velocidade da operação, proporcionando mais capacidade do processador. Hoje com a tecnologia do mercado está muito mais simples executar o overclocking, onde é só aumentar o multiplicador que o processador aumentar o clock e deixará alto e estável, onde ficará com baixa tensão. Possibilitando aumento de performance e controle de temperatura, para que não venha danificar os componentes do processador.

O módulo responsável para alterar a frequência do processador é o Processor Core Ratio, você encontrará este módulo na aba “Basic Tuning”, na própria ferramenta você poderá alterar aumentando ou diminuindo a frequência do processador. Vale ressaltar que cada processador possui uma pontuação, então quanto maior for essa pontuação melhor é o seu processador e consequentemente terá mais possibilidade de aumento de clock, alguns processadores com baixa pontuação não conseguem ter estabilidade no clock, ou seja, a sua frequência vai diminuindo de acordo com sua capacidade. A ferramenta é bem rápida e intuitiva, demonstrando ao usuário as funcionalidades e explicando qual é o clock perfeito para utilizar, também é possível observar um gráfico onde demonstra a temperatura e clock do processador na sua utilização.

Na aba Advanced Tuning é um campo de configuração onde o usuário terá que ter muita atenção e cuidado, no advenced o usuário pode alterar o multiplicador de cada núcleo, cada processador possui alguns núcleos, portanto você pode alterar a sua frequência de forma individual. Inclusive nesta aba é possível também alterar a voltagem de cada núcleo, alterando de forma manual e individual.

Na ferramenta Processor Core Ratio na aba Stress Test, o player pode realizar estes para testar estabilidade de sistemas, configurando a hora, minuto e segundos que o teste terá bem como a quantidade de dias. O módulo da opção para testes no processador e na memória ram, que é integrada. Após finalizar Stress Test, da para observar os multiplicadores e analisar se eles ficaram instáveis ou não, por este motivo é um item essencial para perceber qual a melhor frequência na utilização do overclocking.

A vantagem de realizar o overclock através da ferramenta é se caso ocorrer alguma falha o PC reiniciou normalmente porque a ferramenta utilizada os testes dentro do Windows e não na bio, evitando problemas. Caso fosse realizado na BIOS, o usuário teria que executar todo um processo, como: desligar, reiniciar e resetar a bios, onde daria um trabalho bem grande. O software é bem vantajoso, evitando consequências.

Veja também: Gameplay com as Novas Geforce RTX Super

Escreva um comentário