Início Hardware 1º PC do mundo que 'respira' é resfriado por pulmão artificial

1º PC do mundo que ‘respira’ é resfriado por pulmão artificial

Projeto de youtuber britânico mostra que é possível encontrar novas maneiras de resfriar o seu PC; confira fotos e vídeo

O poder de fogo de processadores, placas de vídeo e outros componentes dos PCs exige que esses hardware sejam resfriados para funcionarem adequadamente. Um youtuber parece ter encontrado um novo jeito de fazer isso: com uma espécie de pulmão artificial.

Batizado de “o primeiro PC do mundo que respira”, o equipamento utiliza um sistema de fole e mangueiras de acrílico com ímãs para rodar de forma eficiente e silenciosa um kit composto por processador AMD Ryzen 9 5950X e GPU Zotac RTX 3080.

PC vivo

Ao longo dos últimos anos, temos visto os tradicionais coolers dividirem espaços com outros mecanismos de resfriamento, como heatsinks gigantescos, watercoolers ou, em casos extremos, nitrogênio líquido e óleo mineral.

O projeto idealizado por Matt, do canal DIY Perks, quer ser ainda mais diferente. Como dá para conferir nas imagens e no vídeo desta matéria, ele exige um espaço grande para abrigar o coração do sistema de ventilação.

Nessa câmara inferior, duas placas de acrílico verticais, conectadas entre si, correm por um trilho composto de três tubos de acrílico. Para fazer a magia acontecer, esses tubos estão cheios de água e contam com pequenos cilindros imantados.

Um complexo sistema de freios e impulsos magnéticos garantem que o mecanismo se movimente de forma constante de um lado para o outro, fazendo com que o ar frio entre para o equipamento e a corrente quente seja expelida – sem que um prejudique o outro.

Conectado a isso tudo, fica o “quartinho” do PC, que recebe de forma constante o líquido resfriado para manter o conjunto de CPU e placa de vídeo em temperaturas ideais. Nos teste, o primeiro não passou de 60 graus, enquanto o segundo ficou em 62 graus.

Tudo tem jeito

Claro que ele precisou lidar com uma série de desafios pelo caminho, desde mangueiras se rompendo a movimentos lentos demais do fole, além de precisar fazer gambiarras com pequenas bombas de aquário e portinholas de isopor.

Felizmente, graças a um trabalho hercúleo de Matt e muita precisão no encaixe e combinação de peças, tudo funciona de forma extremamente silenciosa e com um visual hipnotizante para quem assiste à respiração do PC – que fica suspenso em sua câmara.

A única coisa que não foi possível resolver, por enquanto, foi o tamanho da brincadeira, que lembra mais um servidor parrudo do que uma máquina gamer.

Fonte: PCGamer

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES